Bom Sucesso: saiba como serão os núcleos da nova novela das 7

Folhetim da TV Globo será marcado por reviravoltas e fará com que as pessoas olhem o que está ao redor, tem muito valor e passa despercebido

João Cotta/TV Globo/DivulgaçãoJoão Cotta/TV Globo/Divulgação

atualizado 29/07/2019 20:18

Há quanto tempo você não diminui o ritmo louco e desenfreado dos seus dias para “saborear” as pequenas delícias da vida, como admirar um pôr do sol, abraçar longamente uma pessoa da sua família e dizer o quanto a ama, ou relembrar deliciosas histórias com aquele(a) amigo(a) que sempre te fez bem? Pois é exatamente a respeito da valorização desses momentos simples e especiais que gira a história de Bom Sucesso, próxima novela das sete da TV Globo, que vai estrear no dia 29 de julho no lugar de Verão 90.

Estrelada por Grazi Massafera, Rômulo Estrela e Antonio Fagundes, a história promete despertar o olhar para pessoas e momentos importantes que estão ao nosso redor, mas que passam despercebidos por causa da correria diária em busca do sucesso profissional.

Fique por dentro dos principais núcleos da trama escrita por Rosane Svartman e Paulo Helm:

Paloma, a guerreira da tripla jornada

Paloma (Grazi Massafera) é uma mulher batalhadora e nunca tem tempo para pensar em si própria. Como tantas brasileiras, enfrenta a tripla jornada diária: trabalha fora, cuida da casa e cria três filhos sozinha. Ciente de sua responsabilidade, põe de lado suas próprias vontades para priorizar o trio e dar conta de todas as tarefas.

Moradora do bairro de Bonsucesso, na zona norte carioca, atravessa a cidade diariamente para trabalhar como costureira numa loja elegante, a Chic Store – frequentada pela alta sociedade –, e ainda faz as fantasias da escola de samba Unidos do Bom Sucesso, sua paixão. Passista da agremiação, sonha em desfilar um dia como destaque pela Avenida Marquês de Sapucaí num Carnaval.

Apaixonada por livros, deu os nomes de três personagens clássicos da literatura a seus filhos: Alice (Bruna Inocêncio), Gabriela (Giovanna Coimbra) e Peter (João Bravo), em alusão a Alice no País das Maravilhas, Gabriela Cravo e Canela e Peter Pan, obras que marcaram sua vida na infância e adolescência, quando engravidou e teve de abandonar o sonho de estudar numa faculdade de Letras, passando a trabalhar como costureira, mesmo ofício de sua mãe.

Pai da primogênita de Paloma, Ramon (David Junior) ganhou uma bolsa de estudos em uma universidade dos EUA e recebeu uma proposta para jogar basquete profissionalmente. Uma ida motivada pela esperança de proporcionar uma vida estável para sua amada e Alice. Porém, ele se machuca e começa a trabalhar como roupeiro do Chicago Bulls. O tempo passa, Ramon não volta
e Paloma tem mais dois filhos com Elias, de quem fica viúva tempos depois.

“Você tem apenas mais seis meses de vida!”

De uma hora para outra, a vida de Paloma fica de pernas para o ar quando recebe um diagnóstico aterrorizante após um exame de rotina: ela tem somente mais seis meses de vida, pois sofre de uma doença terminal.

Diante da finitude próxima, a costureira decide tomar controle sobre seu destino e aproveitar ao máximo seus dias finais sem medir as consequências. Assim, toma porres, dá “show” no trem, briga com clientes, quebra a vitrine da loja e é demitida. Afinal, quem se importa? Num lapso de responsabilidade, pensa nos três filhos e aceita fazer uma faxina em Búzios (RJ), onde se encanta pelo libertário Marcos (Rômulo Estrela) e se rende a uma noite de amor com ele, dono do badalado quiosque Peter Pan.

Enquanto Paloma está em Búzios, seus filhos ficam sozinhos no Rio. Alice puxou a mãe, ama os livros e tem talento para escrever; Gabriela é apaixonada por basquete e tem o sonho de jogar profissionalmente; já Peter é péssimo aluno, mas sabe fazer ótimos vídeos e postá-los na internet, desejando ser digital influencer. Certo dia, eles descobrem o tal exame que dá somente seis meses de vida a Paloma, a história se espalha, desperta a solidariedade da vizinhança e uma “vaquinha” é feita para arrecadar dinheiro para a costureira, que se emociona com o carinho ao voltar para o
Rio.

Outra reviravolta e uma improvável amizade

Poucos dias depois, Paloma é avisada pelo laboratório que seu exame foi trocado e sua saúde está perfeita. Num primeiro momento, sente uma enorme sensação de alívio, mas algo angustiante a domina depois: precisa descobrir de quem é o diagnóstico terminal.

Sua perseverança a leva a Alberto (Antonio Fagundes), um sujeito amargo, dono da editora Prado Monteiro – um império erguido pela venda de livros – e sem afeto pelos filhos, Nana (Fabíula Nascimento) e Marcos. A costureira bate à porta da mansão do empresário, diz ter uma encomenda para entregar e os dois ficam frente a frente.

O que se segue é emocionante. Paloma conta como foi a sensação de viver com os dias contados e se solidariza com o que Alberto terá de enfrentar. Logo surge uma enorme afinidade entre eles, turbinada pelo fato de o homem ter uma vasta biblioteca e profundo conhecimento literário. Então, ele a convida para ser sua acompanhante a fim de ensiná-lo a viver melhor no pouco tempo que lhe resta, dando início a uma grande amizade.

A volta de Ramon e o dilema cruel

Na mansão, Paloma reencontra Marcos – com quem viveu uma noite de amor – e descobre que ele é filho de Alberto. Ao mesmo tempo, é surpreendida pela volta ao Brasil de Ramon, a princípio para estar ao lado dela na doença, depois para reconquistá-la. Dividida entre o amor do passado pelo pai de Alice e a paixão arrebatadora sentida por Marcos, a moça vai levando a vida em meio a esse cruel dilema.

Decidido a ficar no Rio de Janeiro, Ramon se torna técnico de um time masculino de basquete, o Ipê Roxo, e reconhece em Gabriela um talento incomum para o esporte. Então, coloca a filha do meio de Paloma para treinar entre os homens. Isso desperta a admiração da moça, que tem enorme respeito pela trajetória profissional do pai de Alice.

Um grande desafio ameaçado por vilões

Certo de que seus dias estão contados, Alberto faz um apelo a seus filhos, Nana e Marcos: que cuidem da editora que ele construiu com tanta dedicação e amor. Como os negócios não estão muito bons no mercado literário, o rapaz larga a boa vida em Búzios e tem uma ideia para alavancá-los.

Assim, sugere que a Prado Monteiro lance a biografia da atriz Silvana Nolasco (Ingrid Guimarães), uma estrela da TV, polêmica,vaidosa, adorada e com quem ele próprio viveu um romance na paradisíaca cidade litorânea. Ela topa a proposta e se aproveita disso para ficar perto de Marcos, por quem se apaixona. Então, arma as situações mais bizarras para estar ao lado dele e se
promover.

Porém, a empreitada para salvar a editora vai enfrentar duas grandes ameaças: Diogo (Armando Babaioff), o inescrupuloso marido de Nana, disposto a tudo para ter para si a herança da Prado Monteiro, e Gisele, sua amante e assistente da executiva. Juntos, os dois não medirão esforços para prejudicar os negócios e a família de Alberto, objetivando venderem a empresa e embolsarem a grana antes que ela vá à falência. Para isso, não hesitarão nem mesmo em colocar a comprometida vida do empresário na mira para que o final seja ainda mais breve. Quem se dará melhor nessa guerra?

Últimas notícias