Paula pode ter vencido o BBB19, mas nem tudo será alegria para a mineira nas próximas semanas. Após ter superado Alan e se sagrar campeã, com mais de 60% dos votos, Paula foi intimada a depor na Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intelorância (Decradi) na próxima semana.

Ela é investigada por injúria por preconceito baseada em intolerância religiosa dentro da casa do Big Brother Brasil. Caso seja condenada, pode pegar até três anos de pena.

Entre alguns dos comentários controversos feitos, Paula afirmou que “Nosso Deus é mais forte”, ao afirmar que tem medo de Rodrigo, por ele ter contato “com esse negócio de Oxum”.

Em entrevista dada após sua vitória, Paula afirmou: “Eu não tenho noção do que está acontecendo aqui fora. Não sei bem o que fiz e falei. Só tenho noção de que falo coisas desnecessárias 24 horas por dia. Vou me retratar com todo mundo. Fui eu mesma e não medi as palavras. Mesmo sendo processada, ganhei R$ 1,5 milhão e vou encarar tudo que tiver por vir”.