Pilar Del Rio, ex-mulher de Saramago, visita CEF Zilda Arns, no Itapoã

Alunos, professores e voluntários da unidade de ensino prepararam várias apresentações para receber a escritora espanhola

Mary Leal/Secretaria de Educação/DFMary Leal/Secretaria de Educação/DF

atualizado 19/07/2019 17:00

O Centro de Ensino Fundamental (CEF) Zilda Arns, no Itapoã, recebeu, nesta sexta-feira (19/07/2019), a visita da presidente da Fundação José Saramago, a escritora e jornalista espanhola Pilar Del Rio. Saramago, único vencedor de língua portuguesa do Prêmio Nobel de Literatura, morreu em 2010.

O evento ocorreu por meio do programa de residência pedagógica da Fundação Capes, no qual 24 alunos da Universidade de Brasília (UnB) dão aulas de português e literatura para os estudantes da escola.

Helber Vieira, subsecretário de Educação Básica (Subeb) da Secretaria de Educação do Distrito Federal (SEEDF), ressaltou que este tipo de intercâmbio só traz ganhos para a rede de ensino.

“A visita da Pilar é um modo de integrar escritores às comunidades escolares, principalmente estudantes, incentivando o acesso aos livros e, também, novas formas de ler o mundo”, analisou.

Além de mostrarem a escola para a escritora, estudantes do centro de ensino fizeram apresentações culturais. A diretora, Maria Zulmira de Castro, contou que cada detalhe foi pensado para a Pilar. “Foi ótimo juntar os alunos e, apesar de estarmos no período de recesso escolar, todos com quem conversamos toparam na hora”, comemorou a gestora.

Para a escritora, a oportunidade de sair da área central de Brasília foi um presente. “Me chamou atenção o trabalho de inclusão com música e dança que é desenvolvido na escola”, comentou.

Pilar Del Rio avaliou a importância da educação. “É fundamental para a pessoa ter qualidade de vida, ser autossuficiente e feliz. Quem não quer ser feliz? Eu digo que uma pessoa precisa do básico, que é educação e uma casa”, argumentou.

Poesias e história

A primeira apresentação foi do grupo Musical Arns. Ao som de violão, chocalho, pandeiro e tambores, os estudantes declamaram poesias de Fernando Pessoa para os presentes.

Luana Rodrigues, de 15 anos, revelou que, enquanto pesquisavam sobre a visitante, descobriram que ela é uma entusiasta do escritor lusitano. “Já conhecia alguns poemas dele (Pessoa). Quando soube que a Pilar vinha, comentei com o meu namorado. Ele tinha lido alguns livros dela e me disse que ela apreciava as poesias do Pessoa. Então, comecei a estudar os dois e passei a me interessar por ambos”, revelou a aluna do 8º ano.

O Musical Arns é comandado pelas educadoras sociais voluntárias Rosa Vasconcelos e Geovana Garronte. Há um ano no CEF Zilda Arns, Rosa disse que quando soube que uma escritora iria à escola, logo começou a buscar informações e a pensar na apresentação.

Últimas notícias