Tribo da Periferia sobre rap nacional pós-pandemia: “Vai sair fortalecido”

O duo brasiliense está em estúdio preparando repertório de novo DVD, com lançamento previsto para o primeiro semestre de 2021

atualizado 06/08/2020 17:22

Tribo da PeriferiaDivulgação

Assim como em diversos segmentos, artistas do hip-hop vêm tentando driblar as dificuldades geradas pelo novo coronavírus. Há mais de 20 anos na estrada, a Tribo da Periferia tem se saído bem nessa missão. Desde março, com o início do isolamento social, o grupo já lançou hit inédito, fez live-show vista por mais de 4,6 de milhões de seguidores, e, agora, se concentra no repertório do próximo DVD, álbum com previsão de lançamento para o primeiro semestre de 2021.

“Quando tudo isso começou, estávamos numa fase de reestruturação da banda, agenda cheia, projetos de videoclipes… Tivemos de cancelar tudo”, lembra Duckjay, em entrevista ao Metrópoles. O músico ressalta que, apesar dos obstáculos, o gênero musical sairá mais resistente da pandemia. “O estilo, em si, vai sair fortalecido. As músicas ganharam muito conteúdo”, acredita.

Duckjay lamenta, apenas, que nem todos os artistas do ritmo estão tendo os mesmos privilégios como os que já são renomados no mercado. “Com essa crise econômica, tem caras que estão precisando deixar a música de lado para fazer outros trampos e garantir o sustento da família”, salienta.

Período criativo

Ao lado do parceiro Look, o rapper conta que ambos têm aproveitado o período de distanciamento de forma criativa, com dedicação total às novas composições e novos beats. “Criamos muito, mas as músicas não tratam literalmente da pandemia, mas sim do sentimento que esse momento gerou em todo mundo”, adianta Duckjay.

As canções inéditas se juntarão à releituras de clássicos do duo brasiliense como Alma de Pipa, Insônia, parceria com Hungria, Conspiração, um feat com a sertaneja Marília Mendonça, e Imprevisível — faixa que, recentemente, ultrapassou a marca de 300 milhões de views  no YouTube, no DVD. “O projeto está em andamento, nos isolamos dentro do estúdio. Vamos ter muitas participações também, mas os nomes são surpresa”, explica.

Enquanto a Covid-19 não é controlada, Duckjay e Look sonham com a volta aos palcos. “Temos muitas saudades do dos shows, do contato com os fãs, da estrada… Acho que essa é a maior saudade de todo artista. E, da rotina, faz falta ir a uma praia, cachoeira… da liberdade de sair mesmo”, conclui.

0

Mais lidas
Últimas notícias