“Nunca precisamos de migalhas de governo”, diz KL Jay sobre Racionais

O DJ desembarca em Brasília neste sábado (03/08/2019), ao lado dos companheiros do grupo, para show no Ginásio Nilson Nelson

atualizado 02/08/2019 19:35

Reprodução/Facebook

Depois de show lotado na Arena Petry, em Florianópolis (SC), com a estreia da turnê Racionais 3 Décadas – Tour 2019, no dia 20 de julho, chegou a vez de os rappers Mano Brown, Edi Rock, KL Jay e Ice Blue trazerem o melhor show de 2018 — de acordo com a Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA) — a Brasília. A apresentação acontece neste sábado (03/08/2019), às 22h30, no Ginásio Nilson Nelson (Eixo Monumental), e conta com abertura do brasiliense Misael.

Um dos DJs da cultura hip-hop mais respeitados do país, KL Jay falou ao Metrópoles sobre a turnê, que passa ainda por cidades como Curitiba (PR), Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (BH) e Salvador (BA), entre outras. “A estreia sempre deixa a gente ansioso, mas deu tudo certo, estava lotado, o som tava bom. Agora estamos com gás para os próximos”, disse. O músico também elencou os motivos para a longevidade dos Racionais e deu sua visão sobre os atuais rumos políticos do Brasil.

0

No palco, os músicos fazem um passeio pelos 30 anos de história do grupo. Com faixas de todos os discos, desde Tempos Difíceis e Pânico na Zona Sul, passando por Voz Ativa, Homem na Estrada, Capítulo 4 Versículo 3, entre outras mais recentes. A performance será nos moldes da elogiada apresentação que lotou o Credicard Hall em São Paulo, em novembro de 2018, com banda formada por 12 integrantes.

Segundo o artista, as composições que elevaram o nome dos artistas, nacional e internacionalmente, como Negro Drama e Jesus Chorou, continuam atuais e reverberando nas mentes das novas gerações. “O fato de nossas músicas serem atemporais mostra que a mentalidade racista ainda é a mesma. Está menos pior que naquela época, mas o preconceito está enraizado nas estruturas do país. Temos uma identidade e a nossa letra causa identificação nas pessoas porque as mensagens são muito precisas”, ressalta.

Se no fim dos anos 1980 e início da década de 1990, o Racionais MC’s ficaram marcados por dar voz a pessoas socialmente excluídas e “tirar a elite de suas bolhas”, apresentando a realidade das periferias, hoje a missão é outra. “Estamos em outra etapa, mais na paz, mas dando continuidade ao trabalho. Acredito que agora temos de ajudar os mais jovens a se encontrarem, aqueles que têm objetivos parecidos com os nossos”, explica KL Jay.

Realidade é a mesma

Questionado sobre o que teria mudado no Brasil nos últimos 30 anos, KL Jay é taxativo: “A resposta que eu gostaria de dar é meio agressiva”, afirma, e completa. “Pouca coisa mudou. Os pretos ainda são muito perseguidos, a mentalidade do povo ainda é muito católica, preconceituosa, colonial, atrasada, retrógrada, entendeu?”. Segundo ele, as pessoas negras e periféricas tentam se integrar e lutar por um país melhor, mas são barradas pela invisibilidade social.

“Eu tento fortalecer a minha parte e ajudar a minha gente, sacou? Fortaleço os pretos, que são os mais prejudicados. Não fico levantando bandeira para partido político. Para o sistema eu sou invisível. E olha que eu estou bem. Imagina como é para os mais pobres?”, considera.

Criminalização artística

“Gostar de nós, tanto faz, tanto fez. Me degradar, para agradar vocês? Nunca!”. O trecho de Cores & Valores é lembrado por KL Jay para falar sobre a atual criminalização artística feita por parte dos apoiadores do governo do presidente Jair Bolsonaro. Segundo o DJ, os Racionais já conquistaram o respeito de quem interessa: os seus iguais, quem vivencia a realidade das letras do grupo e se sente fortalecido por elas.

Eu não sofro com essa criminalização dos artistas porque nunca dependi de nada, nem do governo e nem dessas pessoas que julgam quem faz uso dessas leis de incentivo. Eu sou alternativo, do submundo. O Racionais é assim. A gente não quer e não espera ser aceito pelo sistema. A gente nunca precisou de migalha. E não queremos a aprovação de ninguém. Gostando ou não, vamos continuar sendo o que somos

KL Jay

Além da turnê para marcar seus 30 anos, o Racionais lançou em junho um minidocumentário, feito pela produtora Free Birdz, que mostra entrevistas inéditas com os integrantes e um flashback de momentos importantes vividos pelos rappers. O documentário está no canal oficial do grupo no YouTube.

Racionais MC’s 3 Décadas — Tour 2019
Sábado (03/08/2019), a partir das 22h30, no Ginásio Nilson Nelson (Eixo Monumental). Ingressos: variam de R$ 50 (arquibancada) a R$ 100 (pista). Valores referentes à meia-entrada e sujeitos a alterações sem aviso prévio. À venda on-line, no Brasília Shopping (Loja Eventim) ou na bilheteria do evento. Não recomendado para menores de 18 anos

Últimas notícias