“Nunca precisamos de migalhas de governo”, diz KL Jay sobre Racionais

O DJ desembarca em Brasília neste sábado (03/08/2019), ao lado dos companheiros do grupo, para show no Ginásio Nilson Nelson

Reprodução/FacebookReprodução/Facebook

atualizado 02/08/2019 19:35

Depois de show lotado na Arena Petry, em Florianópolis (SC), com a estreia da turnê Racionais 3 Décadas – Tour 2019, no dia 20 de julho, chegou a vez de os rappers Mano Brown, Edi Rock, KL Jay e Ice Blue trazerem o melhor show de 2018 — de acordo com a Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA) — a Brasília. A apresentação acontece neste sábado (03/08/2019), às 22h30, no Ginásio Nilson Nelson (Eixo Monumental), e conta com abertura do brasiliense Misael.

Um dos DJs da cultura hip-hop mais respeitados do país, KL Jay falou ao Metrópoles sobre a turnê, que passa ainda por cidades como Curitiba (PR), Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (BH) e Salvador (BA), entre outras. “A estreia sempre deixa a gente ansioso, mas deu tudo certo, estava lotado, o som tava bom. Agora estamos com gás para os próximos”, disse. O músico também elencou os motivos para a longevidade dos Racionais e deu sua visão sobre os atuais rumos políticos do Brasil.

No palco, os músicos fazem um passeio pelos 30 anos de história do grupo. Com faixas de todos os discos, desde Tempos Difíceis e Pânico na Zona Sul, passando por Voz Ativa, Homem na Estrada, Capítulo 4 Versículo 3, entre outras mais recentes. A performance será nos moldes da elogiada apresentação que lotou o Credicard Hall em São Paulo, em novembro de 2018, com banda formada por 12 integrantes.

Segundo o artista, as composições que elevaram o nome dos artistas, nacional e internacionalmente, como Negro Drama e Jesus Chorou, continuam atuais e reverberando nas mentes das novas gerações. “O fato de nossas músicas serem atemporais mostra que a mentalidade racista ainda é a mesma. Está menos pior que naquela época, mas o preconceito está enraizado nas estruturas do país. Temos uma identidade e a nossa letra causa identificação nas pessoas porque as mensagens são muito precisas”, ressalta.

Se no fim dos anos 1980 e início da década de 1990, o Racionais MC’s ficaram marcados por dar voz a pessoas socialmente excluídas e “tirar a elite de suas bolhas”, apresentando a realidade das periferias, hoje a missão é outra. “Estamos em outra etapa, mais na paz, mas dando continuidade ao trabalho. Acredito que agora temos de ajudar os mais jovens a se encontrarem, aqueles que têm objetivos parecidos com os nossos”, explica KL Jay.

Realidade é a mesma

Questionado sobre o que teria mudado no Brasil nos últimos 30 anos, KL Jay é taxativo: “A resposta que eu gostaria de dar é meio agressiva”, afirma, e completa. “Pouca coisa mudou. Os pretos ainda são muito perseguidos, a mentalidade do povo ainda é muito católica, preconceituosa, colonial, atrasada, retrógrada, entendeu?”. Segundo ele, as pessoas negras e periféricas tentam se integrar e lutar por um país melhor, mas são barradas pela invisibilidade social.

“Eu tento fortalecer a minha parte e ajudar a minha gente, sacou? Fortaleço os pretos, que são os mais prejudicados. Não fico levantando bandeira para partido político. Para o sistema eu sou invisível. E olha que eu estou bem. Imagina como é para os mais pobres?”, considera.

Criminalização artística

“Gostar de nós, tanto faz, tanto fez. Me degradar, para agradar vocês? Nunca!”. O trecho de Cores & Valores é lembrado por KL Jay para falar sobre a atual criminalização artística feita por parte dos apoiadores do governo do presidente Jair Bolsonaro. Segundo o DJ, os Racionais já conquistaram o respeito de quem interessa: os seus iguais, quem vivencia a realidade das letras do grupo e se sente fortalecido por elas.

Eu não sofro com essa criminalização dos artistas porque nunca dependi de nada, nem do governo e nem dessas pessoas que julgam quem faz uso dessas leis de incentivo. Eu sou alternativo, do submundo. O Racionais é assim. A gente não quer e não espera ser aceito pelo sistema. A gente nunca precisou de migalha. E não queremos a aprovação de ninguém. Gostando ou não, vamos continuar sendo o que somos

KL Jay

Além da turnê para marcar seus 30 anos, o Racionais lançou em junho um minidocumentário, feito pela produtora Free Birdz, que mostra entrevistas inéditas com os integrantes e um flashback de momentos importantes vividos pelos rappers. O documentário está no canal oficial do grupo no YouTube.

Racionais MC’s 3 Décadas — Tour 2019
Sábado (03/08/2019), a partir das 22h30, no Ginásio Nilson Nelson (Eixo Monumental). Ingressos: variam de R$ 50 (arquibancada) a R$ 100 (pista). Valores referentes à meia-entrada e sujeitos a alterações sem aviso prévio. À venda on-line, no Brasília Shopping (Loja Eventim) ou na bilheteria do evento. Não recomendado para menores de 18 anos

Últimas notícias