Nossa História: Sandy e Junior promovem apoteose pop em Brasília

Em duas horas de show, dupla apresentou um espetáculo empolgante em turnê de 30 anos de carreira

atualizado 21/07/2019 11:35

Às 21 horas e 30 minutos deste sábado (20/07/2019), brasilienses de diversas gerações tiveram a chance de se reencontrar com Sandy e Junior. Em um verdadeiro clima de apoteose pop, os irmãos foram recebidos por fãs saudosos e dispostos a transformar a apresentação no Estádio Nacional Mané Garrincha em um evento marcante da turnê Nossa História.

Além da notória empolgação da plateia que lotou o estádio, o reencontro de fãs e cantores mostrou artistas mais maduros e com uma trajetória de impressionantes 30 anos de palco. Mesmo numa áurea de nostalgia, Sandy e Junior conduziram um show correto, empolgante e, igualmente, emocionante.

Em cerca de 2 horas, Sandy e Junior apresentaram uma superprodução com o show da turnê Nossa História. Troca de figurino, bailarinos, repertório. Tudo desenhado para agitar os fãs que responderam cantando e interagindo do começo ao fim.

Show
A dupla deu o start com Não Dá Pra Não Pensar, para delírio do público. Após uma hora de atraso, os irmãos arrancaram gritos eufóricos e lágrimas dos fãs.

O cuidado com detalhes da apresentação ficaram evidentes. No palco, quatro telões mostravam vídeos gravados da dupla e a transmissão do show.

“Que delícia estar com vocês hoje à noite. Falo por nós dois, estamos muito feliz nesta turnê de 30 anos da nossa carreira. Não imaginávamos que seria assim”, disse Sandy. “Só estamos aqui porque vocês pediram”, concluiu. “Tá lindo”, emendou Junior. Em seguida, a dupla tocou No Fundo do Coração.

Em Olha Que o Amor Me Faz, Sandy teve a companhia massiva do público, que cantou junto da primeira à última estrofe. A música ganhou novo arranjo na guitarra de Junior. A lista de hits seguiu enfileirando Nada é Por Acaso, Love Never Fails e As Quatro Estações.

“É bem assim que estou”: o primeiro verso de Imortal teve a voz de Sandy abafada pelo público. Um dos principais sucessos da dupla, a faixa arrancou lágrimas da plateia.

O programa Sandy & Junior, exibido por 4 anos na Globo, foi homenageado, em um vídeo simulando um grupo de WhatsApp. Após a produção, veio Eu Acho Que Pirei e Dig Dig Joy. Em Enrosca, Junior tem sua chance de brilhar, com um solo de bateria e coreografia interativa.

A parte mais animada do show deu novamente espaço ao romantismo em Não Ter, versão de música de Laura Pausini. Assim como nos outros espetáculos, Junior chorou depois de cantar Super-herói. Na sequência, A Lenda promoveu o momento catártico da noite.

Setlist do show:

1 – Não Dá Pra Não Pensar
2 – Nada Vai Me Sufocar
3 – No Fundo do Coração
4 – Estranho Jeito de Amar
5 – Olha O Que O Amor Me Faz
6 – Nada É Por Acaso
7 – Love Never Fails
8 – As Quatro Estações
9 – Aprender a Amar
10 – Imortal
11 -Libertar
12- Eu Acho Que Pirei
13 – Beijo bom/Etc e Tal/Vai Ter Que Rebolar/Dig Dig Joy/Eu Quero Mais
14 – Enrosca
15 – A Gente Dá Certo
16 – Você pra Sempre (Inveja)
17 – Ilusão
18 – Não Ter
19 – Irmãos
20 – Inesquicível
21 – Super-herói
22 – A Lenda
23 – Cai a Chuva

BIS
24 – Quando Você Passa
25 – Desperdiçou
26 – Vamo Pulá

Na expectativa
Antes do show começar, a expectativa estava no ar. Faixas na cabeça, balões e camisetas eram agitadas por admiradores impacientes em rever a dupla.

Enquanto a apresentação não iniciava, as pessoas se arriscavam no karaokê. Grupos puxavam canções como Imortal ou Quando Você Passa e eram acompanhados em coro pelos presentes.

Apesar da animação, o preço do bar assustava os presentes. A lata de cerveja custava R$ 13 e o drinque saia por R$ 40. Uma água mineral era vendida por R$ 8.

Desde cedo
O público chegou cedo ao Mané Garrincha. Pela manhã, fãs já estavam fazendo fila no local. Às 17h30, alguns admiradores puderam ver a passagem de som – o acesso era somente para quem comprou o direito de ver o ensaio.

Às 18h30, o portão abriu para o público geral. O estádio demorou cerca de 2 horas para encher totalmente. A entrada ocorreu sem maiores tumultos ou confusões.

Nas imediações, cambistas agiam livremente. Os ingressos custavam entre R$ 100 e 150.

Últimas notícias