Na quarentena, designers recriam capas de discos clássicos

Álbuns como Abbey Road (1969), dos Beatles, e Rumours (1977), do Fleetwood Mac, ganharam versões antenadas com isolamento contra a Covid-19

Abbey Road, do The Beatles, redesenhado para a quarentenaPaco Conde e Beto Fernandez/Divulgação

atualizado 25/03/2020 15:45

A principal recomendação contra a pandemia do novo coronavírus (Covid-19) tem sido ficar em casa. A adesão mundial ao isolamento social e à quarentena motivou os designers Beto Fernandez e Paco Conde, de Los Angeles (EUA), a recriarem capas de discos clássicos.

A ideia é descomplicada e criativa: trazer imagens que estamparam álbuns de The Beatles, Fleetwood Mac e The Clash ao atual momento de solidão e restrição das nossas atividades cotidianas, como ir ao trabalho, passear no parque, ir ao shopping, comer fora de casa. Ao todo, Fernandez e Conde, funcionários da agência californiana Activista, redesenharam ilustrações de 16 discos.

0

Em entrevista ao site Fast Company, os publicitários contaram que batizaram o projeto de 6 Feet Covers (algo como “capas com 2 metros de distância”, em tradução livre). “Decidimos que capas de álbuns icônicos dariam uma bela e simples solução visual”, explicaram.

Para os designers, a cultura pop é o veículo ideal para comunicar a urgência social de nos distanciarmos nesse momento de crise sanitária em diferentes cantos do mundo.

“Redes sociais estão cheias de notícias tristes e assustadoras. Então pensamos em algo que fosse leve e divertido e que ainda assim carregasse a importância dessa mensagem”, acredita Fernandez.

Últimas notícias