Ludmilla e outros artistas são criticados por shows na Copa do Catar

Por conta da perseguição a pessoas LGBTQIA+ e por violar os direitos humanos, artistas que confirmaram shows no país são detonados na web

atualizado 18/11/2022 11:47

Foto colorida de Ludmilla Reprodução/Instagram

Com a Copa do Mundo do Catar se aproximando, o país já contratou inúmeros artistas para shows especiais durante a competição de futebol mais importante do mundo. Entretanto, por manter uma política de perseguição às pessoas LGBTQIA+ e violar diversos direitos humanos, a sede do torneio neste ano está sendo alvo de diversas críticas, tanto por fãs quanto por cantores.

Tudo isso levou aqueles que confirmaram shows no local, como Ludmilla, por exemplo, passarem a ser detonados nas redes sociais. Mas também há outros artistas que foram convidados, mas que negaram por conta de toda essa situação.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
Publicidade do parceiro Metrópoles 3
Publicidade do parceiro Metrópoles 4
Publicidade do parceiro Metrópoles 5
Publicidade do parceiro Metrópoles 6
0

Ao anunciar a apresentação no Catar, por meio do Twitter, diversas pessoas passaram a criticar a esposa da ex-BBB22 Brunna Gonçalves. “Aí não né, pra quem se diz defensora dos direitos das mulheres e das pessoas LGBTQIA+, cantar em um país onde a homossexualidade é crime e mulheres quase não tem direitos algum. No fim das contas, dinheiro em primeiro lugar e os ideais é só para inglês ver”, detonou um usuário.

Porém, a brasileira vencedora do Grammy Latino não é a única a ser criticada. Jungkook, do grupo de k-pop BTS, foi o primeiro a confirmar um show no local e também não passou ileso. “Vocês simplesmente não podem ser tão cegos por não terem visto o que está acontecendo no Qatar. Não pode e não vai jogar LGBTQ+, dignidade humana básica e direitos das mulheres pela janela para apoiar uma música de 3 minutos” disse um seguidor.

Além deles, Robbie Williams, Black Eyed Peas, J. Balvin, Calvin Harris e Alok também estão sendo alvo dos fãs na web.

Rejeitaram cantar no Catar

Assim como muitos cantores aceitaram a proposta do Catar para cantar no país, muitos outros negaram por conta dos preconceitos do país. Entre eles, estão Rod Stewart, Spice Girl Mel C e Dua Lipa. Esta última negou, recentemente, que se apresentaria na abertura do evento, e fez duras críticas às violações dos direitos humanos no país.

“Existe muita especulação de que eu me apresentarei na cerimônia de abertura da Copa do Mundo do Catar. Eu não me apresentarei nem estive envolvida em nenhuma negociação para me apresentar. Estarei torcendo para a Inglaterra de longe e espero visitar o Catar quando ele cumprir todas as promessas de direitos humanos que fez quando ganhou o direito de sediar a Copa”, disse Dua Lipa.

Do mesmo lado, Rod Stewart recusou mais de US$ 1 milhão para cantar no país que vai sediar o torneio. “Na verdade, me ofereceram muito dinheiro, mais de US$ 1 milhão, para tocar lá há 15 meses. Eu recusei. (…) Não é certo”, explicou, nas redes sociais.

Já Mel C abriu o jogo sobre assunto durante uma entrevista à revista Attitude. A cantora pontuou que se sentiria “desconfortável” em se apresentar em um país que persegue homossexuais e completou dizendo que é “perigoso” mudar a cultura no esporte quando há tanto dinheiro envolvido.

Mais lidas
Últimas notícias