Gustavo Bertoni, da Scalene, é acusado de traição e assédio no Twitter

Hashtag #gusminion foi usada por diversas internautas para relatar histórias sobre o roqueiro. Em nota, vocalista pediu desculpas

Cadu Andrade/Reprodução/FacebookCadu Andrade/Reprodução/Facebook

atualizado 17/05/2019 16:09

Gustavo Bertoni, vocalista da banda Scalene, de Brasília, virou assunto no Twitter nos últimos dias pela tag #gusminion. Tudo começou com Luiza Pereira, ex-namorada que se disse traída pelo roqueiro brasiliense.

Na última quinta (16/05/2019), ela encorajou outras mulheres a contarem histórias sobre Bertoni. O post rendeu mais de 500 curtidas e motivou dezenas de relatos sobre situações de assédio, relacionamento abusivo e comportamento inadequado envolvendo o músico.

Leia alguns dos tuítes postados pela tag #gusminion:

 

Na tarde desta sexta (17/05/2019), Bertoni veio a público, também pelo Twitter, para pedir desculpas à Luiza e aos fãs. “Admito e tenho conhecimento dos erros que cometi no meu relacionamento, e o faço sem transferir culpa ou responsabilidade a ninguém”, escreveu o vocalista.

“Venho conversando com a Luiza há cinco meses, tentando transformar minhas faltas em diálogo e aprendizado sincero, pois valorizo o afeto e companheirismo que tivemos nos anos de relacionamento”, continua.

Sobre a tag, Bertoni disse que “dentro desse universo digital algumas coisas saltam da realidade e tomam proporções irreais; peço a paciência de avaliar o que realmente é verdade no meio disso tudo”. Ele finaliza o comunicado afirmando que “nunca deixarei de compartilhar com vocês minha busca por ser uma pessoa melhor”.

Uma das principais formações de rock em atividade no Brasil, a Scalene estourou nacionalmente depois de ser vice-campeã do reality SuperStar, da TV Globo, em 2015.

Com quatro discos de estúdio, a banda já se apresentou nos festivais Rock in Rio, Lollapalooza e SXSW (South by Southwest). Na mais recente edição do Lolla, em 2019, o grupo protestou contra o presidente Jair Bolsonaro.

Últimas notícias