Duda Beat e Liniker protestam contra Bolsonaro no Lollapalooza 2019

Durante o show da pernambucana, o telão exibiu as mensagens "1964 foi golpe sim". Já a paulista encerrou a apresentação o slogan "Ele Não"

LUCAS TAVARES/DIA ESPORTIVO/ESTADÃO CONTEÚDOLUCAS TAVARES/DIA ESPORTIVO/ESTADÃO CONTEÚDO

atualizado 06/04/2019 19:35

São Paulo (SP) — Antes da tempestade que interrompeu os show do segundo dia de Lollapalooza, neste sábado (6/4), duas cantoras usaram os palcos para manifestações políticas. Liniker e Duda Beat exibiram mensagens de protesto contra Jair Bolsonaro (PSL).

Durante o show da pernambucana Duda Beat o telão exibiu as mensagens “1964 foi golpe sim”, “Fora Bolsonaro” e “Liberdade para Renan da Penha”. Em coro, o público reagiu e repetiu o grito ouvido nessa sexta (5): “Ei, Bolsonaro, vai tomar no cu”. Já Liniker, ao encerrar a apresentação, exibiu o slogan Ele Não. A plateia mais uma vez disparou contra Bolsonaro.

O repórter viajou a convite da Budweiser Brasil

Últimas notícias