Diretor do Grammy homenageia Marília Mendonça: “Cantora incrível”

Manuel Abdul, da Academia Latina de Gravação, lamentou a trágica morte da cantora sertaneja

atualizado 06/11/2021 17:38

Marília Mendonça no último show, em Água Branca (SP)Leo Franco/ Agnews

A Academia Latina de Gravação, responsável pelo Grammy Latino, também prestou uma homenagem a cantora Marília Mendonça, que morreu nesta sexta-feira (5/11), aos 26 anos, vítima de um acidente aéreo. Na nota, o diretor Manuel Abud diz que “Marília Mendonça foi uma jovem e incrível cantora, voz de toda uma nova geração da música sertaneja brasileira”.

A artista foi nomeada pela primeira vez ao Grammy Latino em 2017, na categoria de Melhor Álbum de Música Sertaneja e ganhou em 2019 com o disco Todos Os Cantos, que inclui uma série de shows gravados em todas as capitais do Brasil. Neste ano, a goiana está indicada na mesma categoria.

“Sentiremos muita falta de Marília, mas seu legado viverá para sempre em sua música. Nossos profundos pêsames para sua família neste momento tão difícil”, conclui o texto divulgado no perfil da academia no Twitter.

Publicidade do parceiro Metrópoles
0

Marília morreu em um acidente aéreo na sexta-feira (5/11), entre 14h e 14h30, na cidade mineira de Caratinga, onde ela ia realizar um show. Com ela estavam, além do tio, Henrique Ribeiro, produtor; Geraldo Martins de Medeiros Júnior, 56 anos, piloto; e Tarciso Pessoa Viana, 37 anos, copiloto.

O velório da cantora e de seu tio e assessor Abicieli Silveira Dias Filho teve início neste sábado (6/11), no Ginásio Goiânia Arena. Uma multidão faz fila na porta do ginásio para se despedir da sertaneja, considerada uma das maiores cantoras do gênero no Brasil.

 

Mais lidas
Últimas notícias