Amigos de Gal Costa se revoltam com viúva da cantora: “Nunca a mereceu”

Produtor cultural e ex-empresário de Gal Costa, Paulo Lima levantou suspeitas sobre decisões de Wilma Petrillo após morte da cantora

atualizado 23/11/2022 12:39

Viúva e filho Viúva de Gal Costa no velório da cantorade Gal Costa se despedem da cantora na Alesp Leo Franco/ Agnews

Quase 15 dias após a morte de Gal Costa, o produtor cultural Paulo Lima, ex-empresário e amigo da cantora, usou as redes sociais para desabafar sobre o local onde ela foi enterrada. Segundo Paulo, Gal foi sepultada em um local diferente do que escolheu e de difícil acesso aos amigos e fãs. Após a publicação, Wilma Petrilo, viúva da artista, rebateu.

“Gal Costa comprou um jazigo Perpétuo no cemitério São João Batista no Rio de Janeiro, quando faleceu sua mãe. Neste cemitério estão sepultados, Carmem Miranda, Ary Barroso, Dorival Caymmi, Vinicius de Moraes, Cazuza, Glauber e Anecy Rocha, os membros da Academia Brasileira e a maioria dos grandes artistas e personalidades do nosso país”, iniciou ele.

“Gal, intuitiva como era até isso deve ter previsto. Não é justo seja sepultada num jazigo que não é seu e que seja dificultada a chegada de seus fãs e amigos para homenagens e despedidas finais. Porque isso tudo está acontecendo? Quem deseja apagar e esconder essa pessoa amada por tantos? O que há por trás de tudo isso?”, completou ele, sobre a decisão de enterrar Gal no Cemitério da Ordem Terceira do Carmo, no bairro da Consolação, em São Paulo.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
Publicidade do parceiro Metrópoles 3
Publicidade do parceiro Metrópoles 4
0
Fãs também se revoltaram

Em resposta, pessoas que conviveram com Gal e fãs questionaram Wilma Petrillo, que se pronunciou. “Paulo, você não sabe de nada”, disse. “Esse tal Paulo não convivia com a Gal há mais de 40 anos”, acrescentou, em outro comentário, causando a reação de outras pessoas que acompanhavam a conversa.

“Ora ora ora Wilma. Não conviver com a Gal era a coisa mais comum há pelo menos 28 anos, quando alguém a afastou de boa parte de seus amigos.  Aliás, vc não muda nada, né? Sempre escrevendo em caixa alta (gritando)”, escreveu um perfil no Instagram.

“Não se justifica o injustificável! Você poderia ter passado 50 anos ao lado da Gal, e mesmo assim não honrou com o tamanho da artista que ela foi. Velório em lugar nada a ver com ela, existiam outros que recebem os artistas, frio, simplório, caixão barato, você ao menos pediu pra colocarem um batom vermelho na boca da Gal que era sua marca”, escreveu um internauta identificado como Fred Alves.

“O que vc fez com a despedida da Gal é imperdoável, você nunca a mereceu. A vida vai te dar tudo em dobro”, detonoy Fred.

Até a atriz e diretora Lúcia Veríssimo, ex-namorada de Gal, se envolveu no debate. Marcada por uma internauta, ela respondeu: “Estou atenta. Pode deixar. Tudo a seu tempo.”

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
Publicidade do parceiro Metrópoles 3
Publicidade do parceiro Metrópoles 4
Publicidade do parceiro Metrópoles 5
Publicidade do parceiro Metrópoles 6
0

Mais lidas
Últimas notícias