Livro bilíngue conta vida de autor através das plantas de sua mãe

Adalberto Müller relembra sua infância na fronteira do Brasil com o Paraguai e dá voz às plantas que pertenceram à mãe, paisagista

atualizado 09/05/2019 19:18

O livro Transplantações (do Jardim da Minha Mãe), escrito por Adalberto Müller, será lançado neste sábado (11/05/2019), às 17h, no Gentil Café (410 Sul), com sessão de autógrafos e pocket show da filha do autor, Amanda Guerrero. A obra, segundo Müller, “remete, ao mesmo tempo, à infância e à errância”.

“É um livro de quem traz a fronteira dentro de si, daí o movimento, entre uma língua e outra ou entre o vegetal e o humano, que, ao mesmo tempo, reconhece que tudo o que vive se enraíza na memória”, afirma. Bilíngue (inglês e português), o trabalho foi escrito entre 2015 e 2017, quando o autor morava em Nova York. As histórias contadas remetem às memórias da casa onde Müller cresceu com os pais e os irmãos, na fronteira do Brasil com o Paraguai.

Filho de uma paisagista paraguaia e um dentista alemão, Müller desde pequeno aprendeu a ver que as plantas eram muito mais que decoração: faziam parte da família. O texto passa por mangueiras, samambaias, violetas e flamboyants, fazendo um passeio botânico no que ele chama de um “ensaio de ficção filosófica” e um “ensaio de jardim autobiográfico”. As plantas ganham vida também com as ilustrações de Amanda Guerrero, filha do escritor.

Lançamento do livro Transplantações (do Jardim da Minha Mãe)
Neste sábado (11/05/2019), a partir das 17h, no Gentil Café (410 Sul). Transplantações (do Jardim da Minha Mãe) tem 128 páginas e será vendido on-line e nas livrarias por R$ 39,90

Últimas notícias