Em recuperação judicial, Livraria Cultura vende sebo on-line

A Livraria Cultura pediu recuperação judicial em 25 de outubro de 2018

DivulgaçãoDivulgação

atualizado 19/09/2019 19:18

A Assembleia Geral de Credores (AGC) do Grupo Cultura aprovou a venda da Estante Virtual e de créditos tributários da empresa. A organização que administra a famosa rede de livrarias está em recuperação judicial.

A Estante Virtual é um sebo on-line e, de acordo com comunicado do Grupo Cultura, tem valor de R$ 44 milhões. A empresa também pretende arrecadar R$ 31,7 milhões com a venda de créditos tributários.

De acordo com Fabiana Solano, sócia do Felsberg Advogados, que atua na defesa dos interesses do Grupo Cultura, a petição com o pedido de homologação da roposta ao juízo da recuperação judicial foi protocolada na última sexta-feira (13/09/2019), também ratificando o compromisso de pagamento dos credores.

A Livraria Cultura pediu recuperação judicial em 25 de outubro de 2018 para reestruturar uma dívida de mais de R$ 285 milhões, sendo que o volume maior é com fornecedores e bancos. O plano de recuperação judicial foi aprovado e homologado em abril deste ano pelo juiz Marcelo Barbosa Sacramone, da 2ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais de São Paulo. Com isso, a empresa teve oficialmente a recuperação judicial concedida e os prazos de pagamento previstos começaram a correr.

Últimas notícias