Esculturas de Salvador Dalí são roubadas de uma galeria na Suécia

Ladrões levaram entre 10 e 12 peças de bronze em Estocolmo; cada peça vale de US$ 21 mil a US$ 52 mil

atualizado 30/01/2020 12:43

Vários ladrões roubaram objetos de uma galeria de arte em Estocolmo, segundo a polícia, e levaram entre 10 e 12 pequenas esculturas de bronze criadas pelo artista espanhol Salvador Dalí. “Pelo menos dois ladrões” entraram na manhã de quinta-feira, 30, na galeria Couleur, no centro de Estocolmo, depois de quebrar o vidro da entrada, segundo a polícia.

Os especialistas forenses revisaram o local para procurar evidências. Não houve suspeitos presos. O alarme disparou depois das 4 da manhã e a polícia chegou logo depois, disse o proprietário da galeria, Peder Enstrom, à agência de notícias sueca TT.

Cada uma das esculturas vale entre US$ 21.000 a US$ 52.000 (R$ 89.040 a R$ 220.480). As peças têm até 50 centímetros de altura, disse Enstrom à TT.

As esculturas, entre as quais havia os famosos relógios derretidos de Dalí em uma árvore, foram exibidas na galeria por dez dias.

Últimas notícias