Mirando o Oscar, Netflix domina indicações nas principais premiações do cinema

Com cinemas fechados durante boa parte de 2020, streaming bateu recordes e foi o estúdio com o maior número de indicações em três premiações

atualizado 08/02/2021 18:22

Reprodução/Netflix

A pandemia de Covid-19 acabou fechando salas de cinemas por quase o ano de 2020 inteiro, o que acelerou ainda mais o papel do streaming no mercado cinematográfico. Diante disso, estúdios tradicionais como Warner e Universal precisaram buscar novas alternativas para conseguir lançar suas produções e serviços de streaming pioneiros, a exemplo da Netflix e Amazon, viram no momento a chance de emplacar nas principais premiações de Hollywood.

E a Netflix saiu na frente. A plataforma praticamente dominou as listas de indicações no Globo de Ouro, SAG Awards e Critics Choice Awards – o que deve se repetir no Oscar. Representada principalmente por Mank e A Voz Suprema do Blues, a Netflix recebeu, ao todo, 82 indicações nestas três premiações.

Apenas no Critics Choice Awards, por exemplo, foram 46 nomeações, sendo 12 só por Mank. Na categoria de Melhor Filme, foram quatro indicações de uma só vez: Os Sete de Chicago, Destacamento Blood, A Voz Suprema do Blues e Mank – longa de David Fincher e protagonizado por Gary Oldman que é a principal aposta da plataforma para o Oscar.

 

0

Já no SAG Awards, a Netflix teve um total de 14 indicações e levou o astro Chadwick Boseman, que morreu em setembro passado, a alcançar um feito inédito: o Pantera Negra foi o primeiro ator a ser indicado em quatro categorias de filme (por A Voz Suprema do Blues e Destacamento Blood) em um mesmo ano na história da premiação.

Assim como nas outras premiações, o serviço também dominou a lista do Globo de Ouro, com 22 no total. Além disso, a plataforma contou com os dois filmes que mais receberam indicações: Mank (6) e Os Sete de Chicago (5).

Últimas notícias