Minha Mãe É uma Peça 3 chega a 8 milhões de ingressos vendidos

Impressionante desempenho do novo filme de Paulo Gustavo aproxima a produção das maiores bilheterias brasileiras da história

atualizado 17/01/2020 12:31

Marco Antonio Teixeira/Divulgação

O filme Minha Mãe É uma Peça 3, nova produção com Paulo Gustavo no papel de Dona Hermínia, continua batendo recordes de bilheteria nos cinemas do Brasil. Lançado há quatro semanas, o longa-metragem de Susana Garcia, diretora de outro sucesso do ator, Minha Vida em Marte (2018), alcançou 8 milhões de ingressos vendidos, segundo a agência Comscore. A arrecadação chegou a R$ 127 milhões.

As marcas aproximam Minha Mãe É uma Peça 3 das maiores bilheterias da história do cinema brasileiro. Atualmente na sexta colocação, o filme precisa de pouco mais de 1,3 milhão de ingressos comercializados para passar Minha Mãe É uma Peça 2, que terminou sua passagem pelas telonas com 9,3 milhões de entradas vendidas.

0

Lideram a lista Nada a Perder (2018), com 11,9 milhões de ingressos vendidos, e Os Dez Mandamentos – O Filme (2016), com 11,3 milhões. Mas ambas as produções encabeçam o ranking com asterisco. Bancados pela Record TV, os filmes foram sucessos de salas vazias, já que a Igreja Universal do Reino de Deus, do bispo Edir Macedo, comprou bilhetes por atacado para alavancar as bilheterias.

Em terceiro, vem Tropa de Elite 2 – O Inimigo Agora É Outro (2010), com 11,1 milhões de entradas. Logo à frente do segundo e terceiro capítulos de Minha Mãe É uma Peça está o clássico Dona Flor e Seus Dois Maridos (1976), com 10,7 milhões.

Últimas notícias