Mara Maravilha detona filmes sobre caso Richthofen: “Capiroto”

A apresentadora chegou a apoiar a pirataria ao criticar A Menina que Matou os Pais e O Menino que Matou Meus Pais

atualizado 06/02/2020 18:01

Mara Maravilha no FofocalizandoReprodução

Os filmes sobre o caso Richthofen só estreiam em 2 de abril, mas seguem colecionando opiniões controversas. No Fofocalizando (SBT) desta quinta (06/02/2020), Mara Maravilha chegou a endossar a pirataria ao criticar A Menina que Matou os Pais e O Menino que Matou Meus Pais.

“Posso ser sincera? É o capiroto”, detonou Maravilha. “Não apoio o filme. Sei que muita gente está curiosa, mas espera chegar na internet para baixar”, completou a apresentadora. Na bancada do programa, Mara teve opinião apoiada pelos colegas de bancada Leão Lobo e Gabriel Cartolano.

Em respostas, internautas se dividiram entre críticas e mensagens de apoio ao posicionamento de Mara sobre as produções nas redes sociais.

0

Os longas dramatizam o crime pelo olhar da mandante, Suzane Von Ricthofen, e Daniel Cravinhos, então namorado da jovem à época dos assassinatos, em 2002.

Leia entrevista com os roteiristas do filme, Ilana Casoy e Raphael Montes.

Últimas notícias