Globo de Ouro 2021 tem edição marcada por pandemia e pelo streaming

Produções do streaming dominaram as indicações em 2021. A premiação terá formato híbrido, presencial e virtual

atualizado 26/02/2021 21:03

O Golden Globe Awards, ou Globo de Ouro, de 2021 terá a marca da pandemia de Covid-19. A cerimônia, tradicionalmente realizada em janeiro, teve a data alterada e será neste domingo (28/2), às 22h, em Beverly Hills, Califórnia (EUA). Antes mesmo de acontecer, a 78ª edição do evento já é considerada histórica, não apenas pelo formato híbrido, presencial e virtual, mas, principalmente, pelo grande espaço ocupado por produções do streaming nas indicações ao prêmio neste ano.

O evento de domingo abre a temporada de premiações do cinema e da televisão. O Globo de Ouro será seguido pelo Critics Choice Awards em 7 de março, o Screen Actors Guild Awards em 4 de abril e o BAFTAs em 11 de abril. Por fim, o maior deles, o Oscar 2021, a ser realizado em 25 de abril.

Protagonismo do streaming

Com a maior parte dos cinemas fechados em todo o mundo em virtude da pandemia, o streaming assumiu uma grande parte dos lançamento de produção em 2020. Adotando o mesmo critério do Oscar, o Globo de Ouro permitiu que filmes não exibidos nos cinemas fossem elegíveis à premiação.

Enquanto estúdios protelaram a estreia de longas, as plataformas entregaram novidades ao público. Vários títulos indicados ao prêmio neste ano tiveram exibição somente em plataformas digitais.

Destaque para a Netflix que, no total, somou 42 indicações. A empresa lidera tanto em televisão, com o seriado britânico The Crown, quanto em cinema, com o longa-metragem Mank, cada um em seis categorias.

0

 

O segundo a acumular mais indicações na categoria de filmes, foi o Amazon Prime Video, com sete produções na disputa. Destaque para Borat: Fita de Cinema Seguinte.

A Disney conseguiu emplacar Nomadland, Soul, Dois irmãos, Hamilton e A Vida Extraordinária de David Copperfield. A Warner teve quatro indicações, com Tenet, Judas, O Messias Negro e Os Pequenos Vestígios, enquanto a Universal teve três, com Os Crood 2 e Relatos do Mundo, parceria com a Netflix.

Canal tradicional nas premiações, a HBO ficou bem abaixo da Netflix e emplacou somente sete indicações em televisão.

Veja a lista completa dos indicados.

Mulheres em destaque

No Globo de Ouro 2021, os indicados para os prêmios de melhores profissionais do cinema e da televisão, dentro e fora dos Estados Unidos, foram anunciados nas redes sociais e na página oficial da associação, pelas atrizes Sarah Jessica Parker e Taraji P. Henson.

“Esta é uma edição histórica, pois temos três mulheres indicadas para o prêmio de melhor direção: Regina King (One night in Miami), Emerald Fennell (Promising young woman) e Chloé Zhao (Nomadland). Além disso, disputam a premiação 16 filmes exibidos apenas nas plataformas de streaming, concorrendo em várias categorias”, explica Douglas Domingues, professor de Rádio e TV do FIAM-FAAM Centro Universitário.

Favoritos ao prêmio

As chances de Chadwick Boseman, que contracenou com Viola Davis em A Voz Suprema do Blues, ganhar o prêmio na categoria de Melhor Ator em Filme de Drama são grandes. Seria um prêmio póstumo, pois o ator faleceu em agosto de 2020.

Chadwick Boseman

Maria Bakalova (Borat: Fita de Cinema Seguinte) é favorita o prêmio na categoria de Melhor Atriz em Filme – Musical ou Comédia. No grupo de astros que atuaram nesse tipo de produção, Sacha Baron Cohen (Borat: Fita de Cinema Seguinte) tem maior probabilidade de receber o prêmio. Lin-Manuel Miranda (Hamilton) vem logo atrás, támbem com chances.

Já entre os artistas que concorrem aos prêmios de Melhor Atriz e Melhor Ator Coadjuvantes, Olivia Colman (Meu Pai) e Daniel Kaluuya (Judas e o Messias Negro) são favoritos.

Últimas notícias