*
 

A única atriz brasileira a ser indicada a um Oscar (em 1999), Fernanda Montenegro completa 75 anos de carreira em 2018 e será homenageada no 17º Grande Prêmio do Cinema Brasileiro. A cerimônia acontece na Cidade das Artes no dia 18 de setembro e será transmitida ao vivo no Canal Brasil.

A Academia Brasileira de Cinema anunciou que filmes como Dona Flor e Seus Dois Maridos, Entre Irmãs, Cora Coralina – Todas as Vidas e Os Saltimbancos Trapalhões – Rumo a Hollywood estão indicados a prêmios da categoria de longa-metragens. Além desses, também serão premiados curta-metragens. A lista completa das nomeações se encontram no site oficial da premiação.

Cacá Diegues escreveu um texto especial, intitulado Fernandona, para a ocasião.

Confira abaixo a homenagem escrita por Cacá Diegues:

Segundo a Bíblia, todo ser humano é um templo vivo de Deus. Mas acho isso mais ou menos. Dependendo do ser humano, tem uns que são mais templo vivo do que outros. Pega um bandido do tráfico de drogas, por exemplo. Tem uns que atiram por dá cá aquela palha, entendendo por palha o que a gente está mesmo imaginando.
ㅤㅤㅤㅤㅤㅤㅤㅤㅤㅤㅤㅤ
Por outro lado, tem seres humanos que, mesmo que se queira plantar em sua fama alguns sórdidos pecados, nada pega. E não pega porque a má fama é inconsistente; mas sim porque a pessoa é que é consistente demais, não importa qual seja seu tipo de fama. Fernanda Montenegro é uma dessas pessoas.
ㅤㅤㅤㅤㅤㅤㅤㅤㅤㅤㅤㅤ
Tecnicamente, Fernanda é uma atriz, deusa dos palcos, de todas as telas grandes e pequenas. E do que mais se venha a inventar para nos contar a vida de alguém. No Brasil ou por aí, poucas mulheres nos deram o que Fernanda já nos deu e continua a dar, incansável narradora de almas. Pode ser que Bette Davis ou Jeanne Moreau tenham chegado perto; como perto há de ter chegado Cacilda Becker. Mas Fernanda é só ela.