Entenda como a Netflix ajudou a bombar documentário sobre o axé

Filme foi lançado em 2017 mas tem conquistado espectadores após ser incluído no catálogo do serviço de streaming

atualizado 26/08/2020 15:32

Daniela Mercury, Ivete e Caetano no Documentário Axé Canto do Povo de Um LugarReprodução

Se você é apaixonado pelo carnaval baiano e não vê a hora de se aglomerar em meio a artistas, blocos e foliões não pode deixar de ver Axé: Canto do Povo de Um Lugar, que estreou este mês no catálogo da Netflix.

O longa, dirigido por Chico Kertész, foi lançado em 2017 nas telonas (veja aqui a crítica do Metrópoles), sem grandes números de bilheteria. Contudo, desde que foi disponibilizado no serviço de streaming, tem comovido espectadores que, por meio de músicas e entrevistas, são transportados para as avenidas soteropolitanas,  palco da ascensão da axé music no Brasil.

No Google, as pesquisas sobre o gênero aumentaram na mesma semana em que o lançamento pela Netflix ocorreu. Já nas redes sociais, internautas se dividem entre os que se renderam à viagem saudosista e os que foram surpreendidos por reflexões mais densas, que envolvem desde às disputas entre empresários da indústria fonográfica à falta de reconhecimento ao protagonismo negro no desenvolvimento da música baiana.

0

Além de narrar a trajetória do gênero cronologicamente, o documentário impressiona com a escalação de entrevistados, que conta com músicos consagrados como Luís Caldas, Gerônimo, Bell Marques, Carlinhos Brown, Daniela Mercury, Xandy, Ivete Sangalo e Gilberto Gil, além de figuras pouco conhecidas, mas fundamentais para a ascensão de todos esses artistas, sobretudo nos anos 1980 e 1990. Entre eles, o falecido produtor Wesley Rangel, dono do estúdio que gravou quase todos os sucessos do gênero.

Apesar de deixar pontas soltas como a falta de menção ao momento em que cantoras negras como Margareth Menezes, Márcia Short, Alobened Airam e Marinês se destacaram e a mal explicada briga entre os irmãos Marques do Chiclete com Banana, a produção é uma ótima pedida para quem quer conhecer mais sobre um dos mais interessantes estilos da MPB.

Veja mais motivos para assistir ao longa:

0

Últimas notícias