Candango: Memórias do Festival conquista crítica especializada do país

Filme integra programação da 53º Festival de Cinema de Brasília com resgate afetivo da memória do evento

atualizado 18/12/2020 15:24

Reprodução

Mais que contar a história do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, o documentário Candango: Memórias do Festival, dirigido por Lino Meireles, deve se tornar um capítulo importante dela. O filme estreou na programação da mostra nessa quinta-feira (18/12), pela web, e já coleciona boas avaliações pela crítica especializada.

Na Folha de S. Paulo, Inácio Araújo fez um resgate da história do Festival e afirmou não ser possível dissociá-la do longa produzido pelo cineasta brasiliense. “Isso é o que busca o filme de Meireles — associar a política, o cinema, o festival. Boa parte do filme, talvez a mais preciosa, vem de arquivos. A outra, de depoimentos”, escreveu.

“O conjunto se equilibra sem perder a unidade, ainda que busque dar conta de um período histórico vasto pela extensão, pela intensidade e pela variedade dos filmes e da política”, acrescentou Inácio, que é autor dos livros Hitchcock, o Mestre do Medo e Cinema, o Mundo em Movimento.

Luiz Fernando Zanin Oricchio, crítico de cinema e editor do suplemento de Cultura do jornal O Estado de S. Paulo, lamentou que a plateia não possa conferir o longa nas telonas. “Faltará público para vibrar com a história de um evento nascido em 1965, em pleno regime militar, e que se torna um dos polos de discussão estética e política mais importantes do país”, pontuou.

O longa também ganhou espaço em outros veículos especializados em cultura, como o site Cine Vitor, Cine Web e Matinal Jornalismo, com entrevistas de Meireles.

Lino Meireles
Antes de estrear na capital, filme de Meireles ja passou pela 44ª Mostra São Paulo, pelo Los Angeles Brazilian Film Festival, pelo Festival Internacional de Cinema de Arquivo e pelo Buenos Aires International Film Festival
Assista e vote

Candango: Memórias do Festival foi coproduzido pelo Metrópoles com a Ligocki Entretenimento e compete na Mostra Brasília, na categoria longas-metragens. Entre os demais títulos que  disputam o prêmio local estão O Mergulho na Piscina Vazia (Edson Fogaça), Cadê Edson? (Dácia Ibiapina) e Utopia e Distopia (Jorge Bodanzky).

Para assistir, é necessário acessar o site dos Canais Globo (clique para ser redirecionado) e logar com nome de usuário e senha de sua operadora de TV por assinatura.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
Publicidade do parceiro Metrópoles 3
Publicidade do parceiro Metrópoles 4
Publicidade do parceiro Metrópoles 5
0

Mais lidas
Últimas notícias