*
 

A quinta-feira (1º/9) é de poucas estreias. Mas pelo menos três deles merecem atenção especial, por diferentes motivos. Um é “Star Trek — Sem Fronteiras”, que pretende dar uma atualizada na clássica franquia. Os outros dois são brasileiros: “Aquarius” (foto no alto), de Kléber Mendonça Filho, e “Um Namorado Para Minha Mulher”, de Julia Rezende.

“Aquarius” gera expectativa desde que passou no Festival de Cannes. E essa expectativa vem sendo reforçada pelas polêmicas em torno dele — o protesto dos atores e técnicos no tapete vermelho do festival francês e a contestada classificação etária em 18 anos.

“Um Namorado Para Minha Mulher” é o mais novo trabalho da diretora da bem-sucedida comédia “Meu Passado me Condena” — que rendeu até uma sequência –, e além disso tem a carismática Ingrid Guimarães no elenco.

Veja mais detalhes desses e de outros filmes que chegam ao circuito

“Aquarius”
O filme do pernambucano Kléber Mendonça Filho (“O Som ao Redor”) esteve na seleção oficial do Festival de Cannes deste ano, de onde saiu carregado de elogios. Além desse crédito, o longa devolve a Sônia Braga um lugar de destaque no cinema brasileiro. A atriz interpreta uma jornalista aposentada, viúva e mãe de três adultos, que confronta uma construtora com planos de demolir o prédio onde ela mora. Muito se fala (bem) na performance de Sônia.

Veja salas e horários de “Aquarius”

“Loucas de Alegria”
Este é o mais novo trabalho do diretor Paolo Virzi, já conhecido do público brasileiro por filmes como “A Primeira Coisa Bela” (2010) e “Capital Humano” (2015). A comédia dramática (que também passou por Cannes, na Quinzena dos Realizadores) acompanha duas internas que fogem de um hospital para mulheres com distúrbios mentais: uma tem transtorno de personalidade e se autodenomina condessa; a outra é tímida e frágil, que guarda doloroso segredo.

Veja salas e horários de “Loucas de Alegria”

“Um Namorado para Minha Mulher”
Remake nacional de um longa do argentino Juan Taratuto, o filme une uma diretora e uma atriz bem-sucedidas na seara da comédia comercial brasileira. Dirigida por Julia Rezende, Ingrid Guimarães é uma esposa tão chata que o marido se une aos amigos e arma um plano para que ela se encante por um sedutor profissional e peça o divórcio. O marido é o Caco Ciocler. O sedutor contratado, Domingos Montagner.

Veja salas e horários de “Um Namorado para Minha Mulher”

“O Sono da Morte”
Diretor do terror “O Espelho” (2013), Mike Flanagan chega aos cinemas em dose dupla neste semestre — depois “O Sono da Morte”, estreia em outubro “Ouija — Origem do Mal”. Desta vez ele conta a história de um casal que, após perder o filho pequeno, adota um garoto da mesma idade. O menino, porém, revela ter um dom sinistro: seus sonhos e pesadelos se tornam realidade. As consequências podem ser sinistras.

Veja salas e horários de “O Sono da Morte”.

“Star Trek — Sem Fronteiras”
E a Enterprise segue singrando o espaço, desta vez sob a direção de do taiwanês Justin Lin, responsável por quatro sequências de “Velozes e Furiosos”. A ação se passa quando a tripulação está no terceiro ano de uma missão prevista para durar cinco anos. Um pedido de socorro acaba ligando-os ao vilão Krall (Idris Elba), que procura um objeto que estaria com o líder da nave. Atacada, a Enterprise vai parar em um planeta desconhecido.

Veja salas e horários de “Star Trek — Sem Fronteiras”

 

 

COMENTE

um namorado para minha mulheraquariusstar trek – sem fronteirasloucas de alegriao sono da morte
comunicar erro à redação

Leia mais: Cinema