Vídeos: DF registra ventos, apagão, chuva de granizo e enxurrada

Sem energia, metrô para de funcionar. Telha que fazia contenção em viaduto de Taguatinga cai sobre carro

atualizado 23/10/2019 17:54

Chuva na EPTGHugo Barreto/Metrópoles

Taguatinga e Vicente Pires registraram chuva de granizo na tarde desta quarta-feira (23/10/2019). O morador chega a encher a mão com os pedaços de gelo. A Defesa Civil e do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) fizeram alertas de chuvas fortes. O fenômeno também foi flagrado pela reportagem do Metrópoles na EPTG. Da mesma forma, as tempestades fizeram a energia acabar em diversas partes de Águas Claras. E o Metrô-DF suspendeu a circulação dos trens.

Em Águas Claras, diversos semáforos pararam de funcionar. Moradores da cidade também falam de falta de energia em vários prédios. Houve cinco casos de pessoas presas — mas logo liberadas — em elevadores. A capital federal chegou a ficar 114 dias em seca intensa.

Em Taguatinga Centro, parte da cerca de isolamento da obra no viaduto na entrada da cidade caiu. Segundo o Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF), as telhas feitas de zinco cederam e atingiram um veículo que passava pelo local. Contudo, ninguém se feriu. Os objetos teriam se desprendido por causa do vento acompanhado pela chuva.

Segundo a Defesa Civil, uma vistoria ocorreu no local. “Não foi identificado risco estrutural. Não houve vítimas, somente danos materiais”, afirmou a subsecretaria, em nova enviada ao Metrópoles.

CBMDF/Divulgação
Cai telha de contenção no viaduto de Taguatinga

O Metrô-DF informou, por meio do Twitter, que os trens pararam de funcionar pela falta de energia. “Atenção, usuários: neste momento, a circulação de trens está interrompida devido a problemas no fornecimento de energia da CEB. Algumas estações estão inoperantes. Lamentamos os transtornos e avisaremos tão logo o sistema seja restabelecido”, avisa o órgão. Os trens voltaram a rodar aos poucos, assim como as estações retornaram ao funcionamento normal.

De acordo com a assessoria de comunicação da CEB, houve uma descarga atmosférica, às 14h35, e isso afetou as redes de alta-tensão que alimentam a subestação Águas Claras. Segundo o órgão, 81.270 unidades consumidoras foram afetadas. Porém, às 15h20, o problema foi resolvido, e a energia, restabelecida. Sobre o metrô, a companhia não reconheceu a interrupção do serviço.

“O Metrô tem fonte de fornecimento de energia da CEB em três subestações: Ceilândia Sul, Águas Claras e Brasília Centro. O fornecimento de energia da CEB para circulação dos trens não foi afetado”, informou o texto enviado à reportagem.

Enxurrada

Em Vicente Pires, um leitor mandou imagens de uma enxurrada na Rua 8.

Em mensagem da Defesa Civil, a subsecretaria pede cuidado à população. “Alerta de chuvas intensas. Não se abrigue debaixo de árvores. Em caso de risco, ligue 193 ou 199”, avisa o órgão.

Confira galeria de fotos das chuvas no DF:

0

Já o Inmet corrobora a possibilidade de chuvas intensas até as 18h desta quarta (23/10/2019). Alerta também que, em caso de rajadas de vento, as pessoas não se abriguem embaixo de árvores, por causa do risco de queda e de descargas elétricas. Da mesma forma, é perigoso estacionar automóveis perto de torres de transmissão e placas de propaganda.

É importante evitar o uso de aparelhos eletrônicos ligados à tomada. Para mais informações e avisos sobre acidentes, a população deve ligar para a Defesa Civil (telefone 199) ou para o Corpo de Bombeiros (telefone 193).

Últimas notícias