metropoles.com

Vídeo: na véspera de Natal, cometa Leonard risca o céu de Brasília

Graças ao céu limpo, astrofotógrafo conseguiu registrar o brilhante objeto celeste inclusive durante a passagem de um avião

atualizado

Compartilhar notícia

Leo Caldas / Arquivo pessoal
Cometa
1 de 1 Cometa - Foto: Leo Caldas / Arquivo pessoal

Durante a noite dessa sexta-feira (24/12), véspera do Natal, o cometa C/2021 A1 (Leonard) pode ser visto no céu do Distrito Federal. O astrofotógrafo Leo Caldas registrou as imagens com fotos e vídeo.

Pelo perfil no Instagram, fotografiaeastronomia, Caldas comemorou o flagrante. “É um presente na noite de Natal!!! Finalmente o céu limpou em Brasília e eu consegui registrar o belo cometa C/2021 A1 (Leonard)”, pontuou.

0

Para fazer o registro, por voltas das 20h30, Caldas tirou 150 fotos e na sequência empregou a técnica de empilhamento para compor a imagem.

Logo na sequência, percebeu a aproximação de um avião. Decidiu então filmar. E imagem também ficou nítida. A aeronave “passou sobre a cauda” do cometa.

No céu

Segundo o astrofotógrafo, o cometa estava bem baixo no horizonte e a poluição luminosa atrapalhou. Mas o céu aberto foi providencial. Caldas espera fazer novos registros de C/2021 A1 nos próximos dias.

“Não estamos falando da passagem do cometa. A orbita dos cometas parece com a dos planetas. A cada dia se move no céu, mas é pouco. Consegui fazer a visualização, registrar, fotografar. Ele já está lá e vai estar de novo”, contou.

Veja o cometa:

O Leonard foi descoberto em janeiro de 2021. Cada cometa viaja por uma órbita diferente em volta do Sol. Algumas delas são mais curtas, enquanto outras mais longas. No caso do  C/2021 A1 ela é de 80 mil anos.

Brilho celeste

“Mas agora ele está ficando cada vez mais brilhante, porque está se aproximando mais do Sol. No começo de janeiro 2022, chegará ao periélio, o ponto mais próximo”, explicou Caldas.

Além do espetáculo visual, esse tipo de observação é importante para a segurança do planeta. O registro pode flagrar um astro em rota de colisão com a Terra. E esta informação é crucial para a definição de contramedidas.

Caldas é professor da Secretaria de Educação e vive em Águas Claras, de onde, inclusive, fez as flagrantes. Desde a infância ama a astronomia e começou a registrar imagens de objetos celestes há aproximadamente 10 anos.

Veja a postagem do fotógrafo:

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comDistrito Federal

Você quer ficar por dentro das notícias do Distrito Federal e receber notificações em tempo real?

Notificações