Vídeo. Mesmo cego, cão vítima de maus-tratos ganha nova vida após resgate

Apesar da nova condição, cachorro recuperou qualidade de vida, peso e brilho da pelagem, após sofrer maus-tratos e ser abandonado

atualizado 04/10/2021 13:24

Pit-bullMaterial cedido ao Metrópoles

Vítima de maus-tratos, um cão da raça pit-bull ficou cego por viver em condições degradantes no Jardim Ingá, município de Luziânia (GO), no Entorno do Distrito Federal. Após resgate realizado por defensores de animais em agosto deste ano, o bichinho ainda ficou internado por 30 dias.

O pit-bull apresentava infecção nos olhos e na pele, desidratação e caquexia – perda de tecido adiposo e músculo ósseo. Segundo a advogada do Projeto Adoção São Francisco, Ana Paula de Vasconcelos, o abandono foi determinante para a perda da visão.

Passada a primeira etapa da recuperação, Alex, nome com o qual foi rebatizado, aparece em vídeo como um novo cãozinho. Com os cuidados veterinários, muito afeto e novos hábitos, o pit-bull ganhou uma nova vida.

“Alex sofre de uma doença que demanda tratamento, mas, por negligência, não foi tratado corretamente. Nesse período de total abandono, perdeu a visão e passou a ser comido vivo por bichos. Ele parecia um cadáver. Nada justifica uma situação como aquela”, assinalou Ana Paula.

Alex recebeu alta em 24 de setembro. “Apesar de tanto sofrimento, é um cão extremamente feliz”, pontuou a defensora de animais. O cachorro agora vive em lar temporário em Brasília. Engordou e recuperou o brilho do pelo. Ele ainda não recebeu alta, e deve retornar ao veterinário para reavaliação ainda em outubro.

Veja a recuperação de Alex:

 

“Não se sabe ainda se ele vai voltar a enxergar. As lesões foram muito profundas”, explicou Ana Paula. “Dificilmente vamos apagar as marcas no corpo dele. Mas vamos resgatar a alma. Ele é superbonzinho, ativo e guloso, come até as paredes. Nos trata com gratidão. É um querido”, contou a advogada.

Dia Mundial dos Animais

Em 4 de outubro, comemora-se o Dia Mundial dos Animais. “O ser humano precisa refletir sobre a sua conduta moral e ética para com os animais. São seres que dependem da nossa assistência e merecem respeito. É mínimo que podemos fazer”, comentou a representante do Projeto Adoção São Francisco.

Acusado pelo suposto crime de maus-tratos, o antigo tutor de Alex responde em liberdade após pagamento de fiança de R$ 11 mil.

Confira imagens de Alex em recuperação:

0

 

Últimas notícias