Vídeo: médico se irrita com delivery e, armado, vai a restaurante

A discussão foi gravada por câmeras de segurança. Após quatro minutos de discussão, o homem recebeu as pizzas, pediu desculpas e foi embora

atualizado 27/09/2021 16:47

Um médico é investigado pela Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) após, irritado com suposta demora na entrega de um lanche, ir armado a um restaurante, ameaçar e cobrar o produto de funcionários da loja. O caso é conduzido pela 1ª Delegacia de Polícia (Asa Sul).

De acordo com apuração do Metrópoles, Thiago Zacariotto Lima Alves fez o pedido de duas pizzas em um estabelecimento comercial da Asa Sul, por meio de aplicativo de entrega. O homem, no entanto, não tinha percebido que o endereço cadastrado, na realidade, não era o de sua casa. Revoltado com a “demora” no envio da encomenda, o acusado apareceu armado na pizzaria e exigiu a entrega imediata do alimento.

Segundo relato do proprietário da loja, a confusão aconteceu por volta das 20h30. O cliente teria ido ao local duas vezes. Na primeira, teria alegado o não recebimento do lanche e pedido que a entrega fosse feita em endereço diferente do que constava no aplicativo.

Após, aproximadamente uma hora, o homem retornou à pizzaria dizendo que ainda não havia recebido a refeição. Neste momento, o cliente sacou uma arma e disse ao empresário que queria a sua pizza naquele exato momento. A discussão foi gravada por câmeras de segurança.

Depois de aproximadamente quatro minutos de discussão, o homem recebeu a pizza, pediu desculpas e foi embora. Informações preliminares apontam que o médico não tem porte de arma de fogo. Ele será intimado a depor ainda nesta semana.

A reportagem não conseguiu contato com Zacariotto. O espaço segue aberto para manifestação.

Últimas notícias