“Vi o coração da minha filha parar de bater”, diz pai de Vitória

A criança morreu nesta segunda-feira por falência múltipla de órgãos. Polícia busca motorista responsável pela tragédia

atualizado 22/02/2021 21:19

Imagem cedida ao Metrópoles/Arquivo pessoal

Após seis dias lutando pela vida, Vitória Nascimento Oliveira (foto em destaque), de 4 anos, morreu na tarde desta terça-feira (22/2). A criança foi atropelada na quarta-feira passada (17/2), enquanto andava de bicicleta no acostamento da DF-130, no Núcleo Rural Rajadinha, em Planaltina. O pai de Vitória, Lucas Nascimento, 26 anos, era o único parente presente quando os médicos atestaram a morte da pequena.

“Entrei na sala de acompanhamento por volta das 13h e já vi que o coraçãozinho dela estava batendo muito fraco”, contou o pai, emocionado. Segundo Lucas, os primeiros órgãos a deixarem de funcionar foram os rins, por volta das 10h.

“Os médicos falaram que iam fazer de tudo. Nunca fiquei tão apreensivo. A médica tentou fazer a pulsação dela voltar ao normal, mas não voltou. O choque maior foi ver o coração da minha filha deixar de bater”, contou Lucas.

“A médica falou que o cérebro dela também não respondia. Não têm palavras para o que senti naquele momento. Até agora a ficha não caiu, não consigo acreditar”, lamentou.

Veja fotos da garotinha:

0
Expectativa por prisão do motorista

Vitória estava internada em estado gravíssimo no Hospital de Base do Distrito Federal (HBDF). A criança sofreu afundamento de crânio e fratura exposta na cabeça, passou por cirurgia, mas ficou em coma. Nos últimos dias, a família temia pela morte cerebral de Vitória. Os médicos faziam exames diários para verificar a evolução do quadro de saúde da menina.

A criança foi atropelada por uma caminhonete Hilux prata. O motorista e placa ainda não foram identificados. A 6ª Delegacia de Polícia (Paranoá), que investiga o acidente, divulgou imagens do veículo suspeito de ter atropelado Vitória.

“Tive a esperança de que o motorista se arrependesse, que se entregasse à polícia, mas, se até agora não fez isso, espero que ele seja pego”, disse o pai da criança. “Uma pessoa como essa é perigosa, o que aconteceu pode acontecer novamente. Mas estamos confiantes de que ele vai ser pego, a polícia está fazendo um excelente trabalho”, acrescentou.

Ainda segundo Lucas Nascimento, a família ainda não marcou o enterro da criança, pois o corpo está com o Instituto Médico Legal (IML).

Veja fotos do acidente:

0

No sábado (20/2), a polícia apreendeu e submeteu a exames de perícia todos os veículos com as mesmas características da caminhonete suspeita que circulavam na região do acidente.

Os investigadores aguardam os resultados. Até o momento, o motorista também não foi identificado.

A PCDF solicita que quem tiver informações denuncie por meio de canais on-line, disponíveis no site oficial da corporação; ou ainda pelo Disque-Denúncia (197), cuja ligação é gratuita e tem sigilo absoluto.

Veja, abaixo, imagens do veículo suspeito:

0

Últimas notícias