Menina atropelada tem falência múltipla de órgãos e morre no DF

Segundo a mãe da garota, Samantha Oliveira de Sousa, ela não resistiu aos ferimentos após ser atingida por um carro

atualizado 22/02/2021 17:20

Reprodução

A menina Vitória Nascimento Oliveira (foto em destaque), de 4 anos, atropelada na tarde de quarta-feira (17/2) enquanto andava de bicicleta no acostamento da DF-130, no Núcleo Rural Rajadinha, em Planaltina, morreu na tarde desta segunda-feira (22/2), por falência nos órgãos. O óbito da criança foi confirmado pela mãe, Samantha Oliveira de Sousa, 29 anos.

Vitória estava internada em estado gravíssimo no Hospital de Base do Distrito Federal (HBDF). O motorista da caminhonete responsável pela tragédia fugiu do local sem prestar socorro.

A criança sofreu um afundamento de crânio e uma fratura exposta na cabeça, passou por cirurgia, mas ficou em coma. Nos último dias, a família temia pela morte cerebral de Vitória. Os médicos faziam exames diários para verificar a evolução do quadro de saúde da menina.

De acordo com a tia-avó da garotinha, Maria Clemilda Alves, 46 anos, as crianças que estavam com Vitória no momento do acidente relataram que ela retornava para casa quando foi atingida. A pequena estava acompanhada da irmã, 7, que está em estado de choque.

Veja fotos da garotinha:

0

 

Veja fotos do acidente:

0

 

Investigação

A 6ª Delegacia de Polícia (Paranoá) investiga o acidente. Nesta segunda, a polícia divulgou imagens do veículo suspeito de ter atropelado a criança. Trata-se de uma caminhonete Hilux prata, com placa ainda não identificada. Cerca de 20 minutos após a colisão, o veículo foi visto na região do Núcleo Rural Café sem Troco, com a frente danificada.

No sábado (20/2), a polícia apreendeu e submeteu a exames de perícia todos os veículos com as mesmas características da caminhonete suspeita que circulavam na região. Os investigadores aguardam os resultados. Até o momento, o motorista também não foi identificado.

A PCDF solicita que quem tiver informações denuncie por meio de canais on-line, disponíveis no site oficial da corporação; ou ainda pelo Disque-Denúncia (197), que tem ligação gratuita e com sigilo absoluto.

Veja, abaixo, imagens do veículo suspeito:
0

 

Últimas notícias