Veja quais são os 45 voos diretos que saem do DF. Número de viagens cresceu na pandemia

Companhias investiram em trechos para interior do Brasil. Municípios do Paraná e de Santa Catarina estão entre novos destinos a partir do DF

atualizado 01/01/2021 7:16

Aeroporto Internacional de BrasíliaInframérica/Divulgação

A pandemia do novo coronavírus e as restrições de viagens para o exterior, fez as companhias aéreas investirem em voos domésticos. No Aeroporto Internacional de Brasília, os destinos para dentro do país chegam a 45, incluindo rotas para o interior, antes inexistentes.

Antes da pandemia, o terminal brasiliense, administrado pela Inframerica, atendia 42 cidades com voos diretos. Hoje, aumentou esse número para 45 e é o único terminal aéreo do Brasil a conectar com todas as capitais.

Há ligação com cidades do interior que antigamente o aeroporto não conectava, como Londrina, no Paraná, e Navegantes, em Santa Catarina.

Como Brasília é um centro de conexão, isso gera uma oportunidade de destinos para cidades fora dos grandes centros urbanos.

Para este mês de dezembro, o terminal prevê a retomada de 70% dos voos, com cuidados e higienização a fim de evitar a contaminação pelo novo coronavírus.

Confira os 45 voos domésticos que saem do terminal: 

Sul
Curitiba, Porto Alegre, Florianópolis, Londrina e Navegantes

Sudeste
São Paulo (Congonhas), Guarulhos, Campinas, Rio de Janeiro (Santos Dumont e Galeão), Belo Horizonte, Vitória, São José do Rio Preto, Uberlândia e Ribeirão Preto

Nordeste
Fortaleza, Salvador, Recife, São Luiz, Teresina, Barreiras, João Pessoa, Maceió, Aracajú, Imperatriz, Natal, Porto Seguro e Ilhéus

Centro Oeste
Cuiabá, Goiânia e Campo Grande

Norte
Manaus, Santarém, Belém, Rio Branco, Macapá, Marabá, Porto Velho, Boa Vista, Palmas, Araguaína, Carajás e Cruzeiro do Sul

0
Voos extras

Para esta 2ª quinzena do mês, estão previstos 4.063 voos. Para atender a demanda foram incluídos 266 viagens extras na malha área da capital federal. A circulação de passageiros para o período deverá ser de 565 mil pessoas. A previsão é que em dezembro o terminal brasiliense atinja 70% do seu movimento aéreo pré-Covid-19.

Por conta do aumento do fluxo, o aeroporto distribuiu mais pontos de álcool gel pelo terminal. Além dos mais de 65 pontos já existentes, a Inframerica instalou totens em cada portão de embarque.

Além disso, os bombeiros civis do termina desinfetam os ônibus e auxiliam na aferição de temperatura de passageiros no desembarque.

A concessionária instalou câmeras termográficas no embarque que medem a temperatura e verificam a utilização da máscara. Um bombeiro também acompanha todo o processo de entrada no terminal e orienta os passageiros. A limpeza de todo o aeroporto foi intensificada, assim como a dos sanitários, que recebem desinfecção total a cada uma hora e meia.

Em novembro a Inframerica registrou o fluxo de 850.960 mil passageiros e 7.557 voos. Em número de usuários, o aumento foi 6,7% sobre outubro, o que representa crescimento contínuo desde abril, quando a movimentação foi de apenas 5% do estimado para o período.

Com esse aumento, o terminal brasiliense recuperou 65% do seu tráfego pré-Covid-19, consolidando-se como o maior centro de conexão nacional. Atualmente, além dos 45 municípios do Brasil, o aeroporto atende dois destinos no exterior: Lisboa e Panamá, operados pela TAP e pela Copa Airlines, respectivamente.

Mais lidas
Últimas notícias