UnB decide retomar aulas presenciais em 6 de junho. Veja exceções

Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão tomou decisão nesta quinta-feira. Há apenas duas exceções que podem continuar remotamente

atualizado 31/03/2022 19:41

Jovens com mochila em corredor da UnBRafaela Felicciano/Metrópoles

O Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Cepe) da Universidade de Brasília (UnB) decidiu, nesta quinta-feira (31/3), que o próximo semestre letivo será de aulas presenciais. O segundo semestre de 2022 terá início em 6 de junho.

Caberão apenas duas exceções para atividades remotas: disciplinas de cursos à distância ofertados no âmbito da Universidade Aberta do Brasil e ofertas por docentes que estão na cobertos pela Instrução Normativa 90, do Ministério da Economia (ME). A IN 90 prevê a permanência em trabalho remoto de grupos de risco, por meio de autodeclaração.

UnB começa a cobrar passaporte da vacina contra Covid

Estão no caso da IN 90, por exemplo, tabagistas, obesos e pessoas com mais de 60 anos (veja a lista completa no artigo 4°). Ainda assim, aqueles que pertencem a um grupo de risco e desejam permanecer no trabalho presencial estarão autorizados a retornar desde que preencham a autodeclaração.

O docente que estiver coberto pela Instrução Normativa e quiser ofertar aula em formato remoto deve se submeter ao conselho da unidade para deliberação.

Mais lidas
Últimas notícias