*
 

Na madrugada desta segunda-feira (5/11), dois trens do metrô do Distrito Federal que estavam parados na Estação Central foram alvo de pichações.

A Companhia do Metropolitano confirmou que os carros foram completamente tomados pelo vandalismo. Afirmou ainda que está analisando as imagens das câmeras de segurança para tentar reconhecer os possíveis autores do crime e tomar as devidas providências.

Também foi informado que os trens não podem rodar até que o processo de limpeza seja feito. O Metrô destacou que, por se tratar de uma grande área afetada pelo vandalismo, talvez o trabalho dure mais de um dia. O processo de retirada da tinta já foi iniciado.

Em um dos trens, o vandalismo teve cunho político e faz ataque ao presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL). “Bozo é o meu ovo.”

Reprodução/WhatsaApp

No dia 31 de outubro, o sistema teve de ser interrompido por cerca de três horas. Uma explosão na Estação Arniqueiras, em Águas Claras, paralisou o serviço do metrô no fim da tarde, causando transtornos e confusão.

O problema, segundo a Companhia do Metropolitano, foi causado por galhos de árvores que caíram nos trilhos e provocaram um curto-circuito.