Trecho em obra no Setor Policial Sul será liberado nesta 2ª feira

Governador Ibaneis Rocha (MDB) visitou o local na manhã desta sexta (12/8). Tráfego no viaduto será liberado nos sentidos Saída Sul e L2 Sul

atualizado 12/08/2022 11:18

Obras no Setor Policial SulLúcio Bernardo Jr/Agência Brasília

Parte do trânsito na altura da obra do viaduto do Setor Policial Militar será liberado nos sentidos Saída Sul e L2 Sul, na próxima segunda-feira (15/8). O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), visitou a construção na manhã desta sexta-feira (12/8).

O secretário de Obras e Infraestrutura do DF, Luciano Carvalho, destacou o bom andamento dos serviços e destacou a liberação.

“Essa obra visa, principalmente, atender o Corredor Eixo Oeste. Esse é o segundo viaduto do complexo, e ainda temos as pistas que atenderão os ônibus e darão acesso ao Terminal Rodoviário da Asa Sul. Esta etapa de liberação é da via que liga o Setor Policial Militar às L2 e L4 Sul e ao Aeroporto”, salientou.

O desvio será desfeito a partir das primeiras horas de segunda-feira. “É importante para retomar a normalidade do trânsito no SPO”, explicou.

O viaduto fica na alça de acesso ao Eixo Rodoviário Leste (ERL), sentido L4, e tem 8m de altura, 29m de comprimento e 15m de largura. A construção conta com duas faixas de rolamento.  A obra deve melhorar a vida de mais de 20 mil motoristas que trafegam no local diariamente.

A previsão de conclusão de todo o complexo é para dezembro de 2022. “Queremos ver se, no próximo mês, a gente já libera o trecho que passa debaixo do viaduto e leva ao terminal da Asa Sul e a alça que sai do terminal e leva à Saída Sul”, adiantou o secretário de Obras.

De acordo com informações da Secretaria de Obras, não haverá novas interdições nem desvios no trânsito local até a conclusão dos serviços.

Corredor Eixo Oeste

O Corredor Eixo Oeste será uma conexão de 38km de extensão entre o Sol Nascente e a área central do Plano Piloto, passando pelas avenidas Hélio Prates e Comercial Norte, pelo centro de Taguatinga e pela Estrada Parque Taguatinga (EPTG) e se desmembrando em duas: a Estrada Parque Indústria Gráfica (Epig) e a estrada do Setor Policial. São R$ 500 milhões em investimentos para viabilizar um corredor exclusivo de ônibus entre essas regiões, além do alargamento de pistas.

Mais lidas
Últimas notícias