*
 

Veículos pesados como caminhões e ônibus serão proibidos, a partir desta segunda-feira (12/3), de trafegar pela Ponte das Garças, que liga a Asa Sul ao Lago Sul. A interdição deverá durar cerca de 120 dias, enquanto funcionários da Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap) estiverem realizando reparos na estrutura.

Neste sábado (10), o presidente da companhia, Júlio Menegotto, visitou a ponte junto com uma equipe técnica e descartou qualquer risco tanto para motoristas quanto pedestres. “Vamos desviar o trânsito de veículos pesados muito mais para garantir a segurança dos funcionários que estarão trabalhando do que por alguma possível deficiência na ponte”, explicou.

Menegotto disse que os caminhões de coleta seletivo do Serviço de Limpeza Urbana (SLU) irão mudar de rota enquanto os ônibus que costumavam cruzar a ponte serão substituídos por micro-ônibus. “Durante a semana, o trânsito de veículos de passeio permanecerá liberado. A medida deverá durar cerca de 120 dias”, afirmou.

Neste fim de semana, a ponte está interditada para todos os veículos das 7h às 18h a fim de realizar as obras de manutenção.

 

Série de mudanças
A ponte passará por uma série de obras, como a limpeza de drenos, troca de guarda-corpos e a substituição de lajes de sustentação. “Fizemos a visita e a situação estrutural da ponte é satisfatória, não apresenta riscos à população, mas vamos fazer as benfeitorias para deixar a ponte com uma estrutura ainda mais segura”, disse o presidente da companhia.

Ainda segundo informou Menegotto, um dos principais objetivos da obra é evitar que hajam infiltrações na ponte. Por isso, a laje central e a capa asfáltica serão trocadas. “Isso será feito assim que as chuvas cessarem. Essas benfeitorias irão acabar com os buracos e fissuras existentes no asfalto”, garantiu.

Ao longo dos dias, serão realizados serviços de limpeza do sistema de drenos, da galeria de águas pluviais e a recuperação do asfalto. Também será iniciada a recuperação dos guarda-corpos e da laje central que une os dois tabuleiros da ponte.

Após o desabamento de parte do viaduto da Galeria dos Estados, na área central de Brasília, outras estruturas no Distrito Federal foram alvo de vistoria para evitar novos incidentes. Relatório da Defesa Civil divulgado nesta semana considerou o estado da Ponte das Garças ruim.

De acordo com o documento, as estruturas que precisam de intervenções a curto prazo, mesmo sem risco iminente de queda, são as Pontes do Bragueto, das Garças e Honestino Guimarães, além de um viaduto sobre a via N2, ao lado do Conjunto Nacional.

 

 

 

COMENTE

DERponte das garçasDeck Sul
comunicar erro à redação

Leia mais: Trânsito