O venezuelano Francisco Samuel Ramirez, 27 anos, conta com o espírito natalino dos brasilienses para reconstruir a casa em que mora, em Arniqueiras, destruída pelo temporal que atingiu o Distrito Federal na tarde de sábado (22/12). Há dois anos em Brasília, o advogado que ganha a vida como ajudante de mecânica e vende frango assado nos fins de semana em Águas Claras, terá que recomeçar a vida novamente.

Francisco vive com a esposa e um tio em uma pequena residência onde paga R$ 800 por mês desde que deixou a Venezuela. Ele contou ao Metrópoles que durante a tempestade um muro caiu sobre o telhado da casa, destruindo metade da residência. Como a chuva estava muito intensa, micro-ondas,  televisão, cama e o sofá acabaram sendo danificados, sem condições de uso.

“A chuva destruiu tudo. Nós passamos a noite na rua, porque não tínhamos condições de ficar lá. Precisamos conseguir outro lugar para ficar, antes do Natal e que eu consiga pagar. Por isso, eu vim trabalhar hoje”, disse o venezuelano em meio aos atendimentos aos clientes.

 

 

Além de ser reconhecido em Águas Claras pelo frango assado que vende, Francisco Ramires trabalha de segunda a sexta-feira como ajudante de mecânico. Na Venezuela, ele atuava como advogado, mas chegando ao Brasil não conseguiu validar o seu diploma.

“É muito caro revalidar o diploma no Brasil. Eu teria que gastar muito dinheiro com a documentação e com a faculdade e não sobraria para sustentar minha família. Mas não estou acostumado a pedir, por isso, comecei a trabalhar”, explicou o homem, que ganha salário mensal de R$ 1 mil e completa a renda com a venda dos frangos.

Francisco Samuel Ramirez não quer ajuda em dinheiro, mas em materiais que possam ajudá-lo reconstruir a casa. Quem quiser ajudar pode entrar em contato com ele pelo telefone (61) 98341-8116.

Temporal
A forte onda de calor que tomou conta do Distrito Federal nos últimos dias foi quebrada, na tarde de sábado , em plena abertura do verão brasiliense. Apesar da previsão do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) de chuvas apenas para domingo (23), houve tempestades em várias regiões do DF. O aguaceiro foi registrado por leitores do Metrópoles em pelo menos sete regiões: Águas Claras, Asa Sul, Guará, Lago Sul, Planaltina, Samambaia e Taguatinga.

Em alguns locais, como Águas Claras, a chuva foi acompanhada por ventos fortes e trovoadas. Ao menos uma árvore caiu, na altura da Rua 20 Norte. Na QL 12 do Lago Sul, a chuva também derrubou uma árvore. Situação semelhante foi registrada pelo Corpo de Bombeiros em Planaltina.

Michael Melo/Metrópoles

Árvore caída em estacionamento da QL 12 do Lago Sul

 

Em vídeo encaminhado por internauta, é possível perceber a força da ventania em uma área comercial da região administrativa. No Guará, a intensidade das águas também assustou os moradores.

Veja:

 

De acordo com o Inmet, as chuvas devem continuar nos próximos dias. Pelas redes sociais, os brasilienses comentaram a chegada dos temporais. “Cheguei em Taguatinga e trouxe a chuva junto comigo”, escreveu uma internauta.