*
 

De 1º de janeiro a 13 de junho deste ano, o Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) emitiu 358.296 Certificados de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV). Isso representa 20,5% da frota da capital, de 1.742.238 veículos. O percentual está bem abaixo da média. No mesmo período de 2017, 37% já estavam regularizados.

O Detran alerta que conduzir o veículo sem o documento de porte obrigatório é infração gravíssima, com multa de R$ 293,47, sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e remoção do veículo, além de outras despesas como guincho, diária, vistoria e serviço de liberação do automóvel, conforme o Código de Trânsito Brasileiro. Até junho deste ano, o órgão registrou mais de 11 mil autuações por falta de CRLV.

Para obter o licenciamento de 2018, o proprietário deverá pagar o IPVA (imposto cobrado pela Secretaria de Fazenda), o DPVAT (seguro obrigatório recolhido pela Seguradora Líder), a taxa de Licenciamento (do Detran) e as multas pendentes. Para quitar os débitos, o usuário não precisa mais ir ao Detran. A emissão dos boletos e o pagamento ou parcelamento dos débitos com cartão podem ser realizados diretamente no site do órgão.

Endereço atualizado
O usuário que quitar todos os débitos e não receber o documento do veículo em casa deverá verificar no site do Detran, no campo veículos, se existe alguma pendência. Caso constate algum débito, o boleto poderá ser impresso pelo próprio site.

Também é importante manter o endereço atualizado. A cada 10 documentos expedidos pelo órgão, quatro são devolvidos porque as pessoas se esquecem de atualizar os dados quando mudam de domicílio. (Com informações do Detran-DF)

 

 

COMENTE

licenciamentoDetran-DFfrota
comunicar erro à redação

Leia mais: Trânsito