Tia pede oração para crianças queimadas em incêndio no DF

De acordo com a familiar, situação dos dois irmãos sobreviventes das chamas em Samambaia é gravíssima

atualizado 24/02/2020 18:49

Parentes da família vítima de incêndio em Samambaia pedem que a população do Distrito Federal ore pela saúde das duas crianças internadas no Hospital de Base. A tragédia ocorreu na noite desse domingo (23/02/2020). Uma menina de 2 anos, identificada como Kyara Pereira, morreu no local. De acordo com relatos de parentes, a equipe médica ressaltou, na manhã desta segunda-feira (24/02/2020), que o estado dos pequenos sobreviventes é gravíssimo.

A mãe das crianças, Romária Pereira da Silva, 31 anos, chegou ao hospital em estado de choque. Segundo a corretora Jessica Santos, 35, tia de Romária, a situação das vítimas é muito delicada. Pontuou ainda que o menino de 4 anos está com 80% do corpo queimado e que a bebê de 6 meses inalou muita fumaça, além de ter sofrido queimaduras.

“Pela manhã, o médico informou que é muito grave. O menino está em estado gravíssimo, pior do que a bebê. Ele pediu para orar para Deus, porque, realmente, a situação é muito difícil”, contou Jessica (foto em destaque). A família está muito abalada neste momento tão doloroso. “Como a bebê inalou muita fumaça, secaram as ‘veinhas’ dela. E o menino tem 80% de queimaduras no corpo”, lamentou a corretora.

“A gente pede para que as pessoas orem a Deus. Porque agora só Deus pode fazer alguma coisa. O que está ao alcance dos médicos, eles estão fazendo. Não vai ser fácil. Orem pelas crianças”, pediu Jessica.

De acordo com a corretora, o estado de Daniel Pereira Lopes, 35, padrasto de Kyara e do menino de 4 anos e pai da bebê de 6 meses, também é gravíssimo. Ele está internado no Hospital Regional da Asa Norte (Hran). “Ficamos sabendo que não estão deixando nem a mãe ver ele”, frisou a tia de Romária.

Estado do choque

Segundo Jessica, a sobrinha recebeu atendimento psicológico e psiquiátrico tão logo deu entrada no hospital. Recentemente, Romária perdeu a mãe e a avó. “Então, lidar com isso vai ser muito traumático”, assinalou a corretora.

A corretora salientou que Romária está em estado de choque e não consegue relatar com exatidão o que aconteceu. “Ela sabe que foi à padaria. Quando chegou naquela situação, o esposo estava saindo de casa totalmente queimado”, disse.

A família acredita que Daniel tentou resgatar a filha. “A Romária está traumatizada por ter visto a filha naquela situação e não ter conseguido salvá-la. Porque a bichinha estava em chamas”, relatou Jessica, aos prantos.

O caso

O fogo na residência localizada no Conjunto 17 da QR 425 de Samambaia começou por volta das 20h de domingo (23/02/2020). De acordo com o Corpo de Bombeiros Militar (CBMDF), cinco pessoas receberam atendimento. Daniel teve 95% do corpo queimado, enquanto uma bebê de 6 meses sofreu queimadura de 2° grau no rosto e braço. As chamas atingiram 70% do corpo de um menino de 4 anos.

Kyara morreu no imóvel. A mãe das crianças, Romária, estava em estado de choque e foi encaminhada ao Hospital Regional de Taguatinga (HRT), mas já saiu da unidade de saúde.

Daniel está na UTI do Hospital Regional da Asa Norte com 95% do corpo queimado e se encontra inconsciente.

Equipes do CBMDF e do Instituto de Criminalística, da Polícia Civil (PCDF), já fizeram as perícias, porém, os resultados podem demorar até 30 dias para ficarem prontos. A residência teve quatro cômodos totalmente queimados: sala, cozinha e dois quartos.

Últimas notícias