Testemunha de assalto a shopping em Águas Claras: “Vi o ladrão com a arma”

Administração do DF Plaza informa que ação durou menos de um minuto. Ninguém se feriu

atualizado 06/11/2020 22:29

loja fechada e homensReprodução

O assalto ocorrido na noite desta sexta-feira (6/11) no DF Plaza Shopping durou cerca de um minuto. Esse foi o segundo assalto, em 10 dias, no mesmo centro comercial.

Segundo uma frequentadora do centro comercial, que preferiu não se identificar, relatou ao Metrópoles, ela estava com o marido no andar inferior ao da Vivara, indo em direção à escada rolante, quando ouviu um barulho forte. “Era um estrondo de vidro quebrando. Ficamos olhando para cima, mas não vimos nada na hora”, diz.

Por causa da movimentação estranha, o casal parou antes de subir para o próximo pavimento e viu pessoas no piso superior procurando um lugar para se esconder.

“Todo mundo abaixou. Eu não escutei o tiro, mas todo mundo saiu correndo. Foi quando vi um cara correndo com a arma na mão, saindo pela porta que dá para a EPTG [Estrada Parque Taguatinga]”, explica.

Quando o susto passou, a mulher subiu para ver o que tinha acontecido. “A vitrine de relógios tinha sido quebrada, mas uma atendente disse que só levaram o celular dela”, relata.

0
Segundo assalto em 10 dias

Segundo a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), dois homens bem vestidos entraram na Vivara e tentaram levar produtos da loja. Eles conseguiram fugir, mas, até a última atualização desta reportagem, não se sabia ao certo o prejuízo. Com máscaras, a dupla levou celulares e tablets das funcionárias do local.

Um disparo efetuado por um dos assaltantes atingiu uma pilastra. A Divisão de Repressão a Furtos (DRF), da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), foi ao local e informou haver cápsulas espalhadas pelo chão. Imagens do circuito interno estão sendo analisadas.

Procurada, a assessoria do DF Plaza Shopping disse que os homens quebraram a vitrine com uma arma e houve disparo acidental. Segundo o centro de compras, algumas joias teria sido levadas durante a ação, que durou 40 segundos.

A administração do DF Plaza ainda disse que a “equipe de segurança havia sido reforçada há uma semana”, após o último caso.

No último dia 28, o DF Plaza foi palco de outro caso de violência. Um homem ficou ferido após uma tentativa de assalto a outra joalheria do local. Nessa data, por volta do meio-dia, um casal adentrou o estabelecimento e anunciou o assalto.

Assustada, a funcionária da loja reagiu, empurrou o ladrão e fugiu. Um segurança interveio e foi aí que o bandido abriu fogo, acertando um cliente do centro de compras.

Matheus Almeida Silveira, 31 anos, que não tinha envolvimento algum com o crime, acabou atingido no ombro, por um dos disparos efetuados pelo assaltante. Ele foi socorrido e precisou ser transferido para o Hospital Regional de Taguatinga (HRT).

Mais lidas
Últimas notícias