Sem drive-thru, Saúde do DF mantém compra de 100 mil testes rápidos

A dispensa de licitação lançada na última sexta-feira continua válida. Propostas só até esta terça-feira (30/06), às 15h

atualizado 30/06/2020 10:51

Após ter anunciado que os pontos de testagem por meio de drive-thru foram desativados, e que agora as 172 Unidades de Base de Saúde (UBS) do DF estão aptas a realizar o exame em pessoas com sintomas da Covid-19, a Secretaria de Saúde (SES-DF) modificou, mas manteve seu pedido de compra de 100 mil testes rápidos.

Publicado em edição extra do Diario Oficial (DODF) na sexta-feira passada (26/06), o aviso de abertura de dispensa de licitação mencionava a necessidade para o escolhido de operacionalizar o sistema de drive-thru.

Nesta terça-feira, a publicação indica que os 10 pontos de testagem serão definidos por critérios epidemiológicos e demográficos, após a contratação. E não estipula mais a organização de um sistema para atendimento em carros. Todavia, a data-limite de recebimento das propostas continua a mesma: hoje (30/06), às 15h.

Testes só para quem tem sintomas

Quem estiver com sintomas da doença causada pelo novo coronavírus deve procurar a UBS mais próxima de sua residência, onde será avaliado pela equipe do posto. Os exames são coletados nas próprias unidades, que têm espaço isolado para os pacientes com quadros respiratórios.

Especialistas da SES alertam que o mais importante é fazer os testes com critério, somente após a recomendação de um profissional de saúde. A depender da avaliação da equipe, o paciente precisará ou não de exames complementares e internação. Assim, a UBS encaminhará para os hospitais de referência.

Pacientes assintomáticos

Para as pessoas assintomáticas que estejam em contato com quem apresente os sintomas, a recomendação é permanecer em isolamento social. Quando um membro da família testa positivo para a Covid-19, todos do grupo familiar são orientados a ficarem separados, recebendo atestado de 14 dias para observação dos sintomas.

Se houver piora, é necessário procurar novamente o serviço de saúde; independentemente desse quadro, é preciso respeitar o isolamento em casa e, somente depois, voltar às atividades.

0

 

Últimas notícias