Tio de jovem morto em festa: “Estava no melhor momento da vida”

O estudante Matheus Barbosa morreu após ter sido esfaqueado no bloco de Carnaval "Quem Chupou Vai Chupar Mais", nesse sábado

Reprodução

atualizado 10/02/2020 8:59

Vítima da violência no bloco de Carnaval “Quem Chupou Vai Chupar Mais”, que ocorreu nesse sábado (08/02/2020), o estudante Matheus Barbosa Magalhães Costa (foto em destaque), seguia com amigos para a Rodoviária do Plano Piloto quando foi surpreendido por um grupo que estava assaltando e agredindo pessoas no evento.

Segundo a Polícia Civil do DF, Matheus deu entrada no Hospital de Base (HBDF) por volta de 20h45 de sábado, mas não resistiu aos ferimentos. A 5ª Delegacia de Polícia (área central) investiga o crime.

Ao Metrópoles, o tio do jovem, Antônio Carlos Magalhães Costa, 55 anos, que o criava, relatou que Matheus trabalhava como barbeiro em um estabelecimento na 305 Norte. Ele saíra do trabalho e foi encontrar amigos no bloco de Carnaval durante a tarde de sábado.

“Quando estavam indo para pegar ônibus para voltar para casa, os amigos contaram que veio um grupo dando facadas e garrafadas, roubando bolsas e celulares das pessoas”, narrou Antônio.

O estudante morava com o tio em Jardins Mangueiral, São Sebastião. Ele tinha completado 18 anos em janeiro e começado a trabalhar no atual emprego havia três meses.

“Eu o coloquei em um curso de barbeiro. Ele fez o teste e conseguiu. Estava no melhor momento da vida, estudando e trabalhando. Até que acontece essa fatalidade”, lamentou o tio da vítima.

A cerimônia de despedida de Matheus Costa será no Cemitério Campo da Esperança nesta segunda-feira (10/02/2020). O velório começará às 12h, e o enterro está marcado para as 16h30.

0
Violência em bloco

O bloco reuniu centenas de foliões na área externa do Museu da República. Para entrar na área fechada do evento, era necessário ser revistado. O Metrópoles, que esteve no local, presenciou brigas, pessoas machucadas e clima tenso.

A reportagem tentou contato com a organização do evento, mas não teve resposta até a última atualização deste texto. O espaço continua aberto.

Casos de confusão foram filmados por pessoas que estavam presentes no local. Assista:

Últimas notícias