Presos integrantes de quadrilha de assaltantes que agia no DF e em GO

Foram apreendidos carros, eletrônicos e uma arma de fogo de uso restrito

PMDF/ DivulgaçãoPMDF/ Divulgação

atualizado 18/05/2019 22:10

Policiais militares do Distrito Federal e de Goiás prenderam quatro membros de um suposto bando especializado em assaltos de carros e casas, em Sobradinho, às 17h40 de sexta-feira (17/05/2019). O caso está registrado na 13ª Delegacia de Polícia.

Segundo a PMDF, o grupo foi autuado por roubo, receptação, posse de arma de fogo de uso restrito e formação de quadrilha. A lista de acusados é composta por Thiago Brito de Assis, Charles Guibson Barbosa Rocha, Saulo Farias Matos e Renan Lopes Moura.

Segundo o sargento Bulhões, do 13º Batalhão da PMDF, na quinta-feira (17/05/2019) houve um roubo com restrição de liberdade em Formosa (GO). Os bandidos levaram dois veículos e pertences de uma residência.

A PM de Goiás entrou no caso e seguia a trilha dos bandidos até Sobradinho, onde localizou um dos veículos. Os serviços de inteligências das duas corporações começaram a investigar. Na sexta-feira, os policiais identificaram a movimentação suspeita de algumas pessoas em uma rua da cidade. Ao chegar ao local, encontraram os quatros suspeitos.

“No local estavam adulterando a placa de um dos veículos roubados. A caminhonete iria para Uberlândia (MG). Encontramos um notebook e um colete à prova de bala. Um dos elementos assumiu a autoria do roubo de Formosa”, contou o sargento Bulhões.

Ainda segundo o militar, “depois recebemos uma ligação anônima sobre algo estranho ocorrendo em outra casa. Fomos até lá e localizamos a arma de fogo, celulares e binóculos”. Segundo o sargento, pelo menos três pessoas estariam na residência, mas todas conseguiram fugir.

“A quadrilha pode ficar sem dar trabalho por um tempo. Mas nunca se sabe com a audiência de custódia. Um dos presos tinha sido preso em 29 abril passado. Não passou um mês e ele estava solto”, lamentou Bulhões. A PMDF suspeita que o bando faça parte de um esquema criminoso ainda maior.

Últimas notícias