Polícia divulga foto do suspeito de matar para roubar celular no DF

Evando de Jesus dos Santos morreu após tentativa de assalto. O acusado é Bruno Moura Bonfim (foto em destaque), que ainda não foi preso

atualizado 10/07/2019 15:10

PCDF/Divulgação

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) divulgou a foto e o nome do suspeito de matar Evando de Jesus dos Santos, 29 anos. O homem foi morto no último domingo (07/07/2019), após tentativa de assalto em uma parada de ônibus na QNN 5 de Ceiândia. Bruno Moura Bonfim (foto em destaque), 22, seria o autor do latrocínio (roubo seguido de morte), de acordo com a PCDF.

Ele é conhecido como “Junin” e está foragido. A equipe da 15ª Delegacia de Polícia solicitou pedido de prisão à Justiça. Evando foi assassinado com dois tiros no peito. Ele estava na companhia da mulher, Marcília Ferreira Dias, e de uma terceira pessoa quando foi abordado, de bicicleta, pelo criminoso. A vítima resistiu a entregar o celular ao assaltante e foi baleada.

O suspeito de praticar o latrocínio tem diversas passagens pela polícia, algumas de quando era menor de idade. No histórico do acusado, estão delitos como roubo, posse e tráfico de drogas, receptação e desacato.

“Ele é muito conhecido em Ceilândia, um bandido de alta periculosidade”, explicou Jean Fagundes, delegado responsável pelo caso. Após a prisão, Bruno responderá pelo crime de latrocínio, com pena de 20 a 30 anos.

De acordo com o policial, a situação preocupou a população local. “Foi um crime muito grave que causou grande clamor em Ceilândia”. Ainda segundo o delegado, Evando era um homem sem qualquer envolvimento com a bandidagem. “Ele era auxiliar de serviços gerais, casado, ia viajar de férias com a esposa em breve.”

 

Reprodução/Facebook
Evando de Jesus dos Santos, 29 anos, era auxiliar de serviços gerais e ia viajar em breve com a esposa

 

Insegurança

Entre domingo (07/07/2019) e segunda-feira (08/07/2019), ao menos três pessoas foram vítimas de homicídio ou latrocínio em Ceilândia. Além do caso de Evando, a equipe da 15ª DP investiga a morte de um homem vítima de homicídio praticado no domingo. As investigações ainda estão em curso e, por isso, a polícia não deu mais informações.

A terceira morte apurada é a de Matheus Alexander Cunha Rodrigues, 19 anos. A PCDF prendeu um dos três suspeitos de tirar a vida do jovem na segunda-feira (08/07/2019), no Conjunto K da Quadra 23 de Ceilândia. O acusado foi encontrado no mesmo dia.

De acordo com a PCDF, Marcos Diniz, 19, foi preso em flagrante logo após o crime. Os outros dois autores são Eduardo Sebastião Pereira Júnior, 24, e um adolescente de 16 anos. Eles ainda não foram presos, mas a polícia já realizou pedido de reclusão à Justiça.

PCDF/Divulgação
Eduardo Sebastião Pereira Júnior, 24 anos, um dos autores do homicídio

 

Investigações apontam que a vítima também participava de crimes em Ceilândia. A motivação do homicídio teria sido, segundo a PCDF, um acerto de contas entre o menor de idade e Matheus. “Eles teriam praticado roubo a uma residência, mas houve desacerto na divisão dos produtos subtraídos”, explicou o delegado adjunto Konrad Muniz, responsável pelo caso.

De acordo com os investigadores, o trio abordou Matheus e efetuou três disparos com arma de fogo. Dois deles teriam sido disparados por Eduardo e, o terceiro, pelo menor.”Os autores têm a vida repleta de passagens por crimes com alto grau de violência. São todos muito conhecidos na delegacia”, afirmou.

Os criminosos maiores irão responder por homicídio qualificado, com pena de 12 a 30 anos. O menor será autuado por ato infracional análogo a homicídio qualificado.

Últimas notícias