*
 

Uma suposta dívida por drogas levou o jovem Rafael Luan da Silva, 20 anos, a tentar matar atropelado um rapaz, de 22 anos, que, segundo a polícia, devia dinheiro a ele. O crime aconteceu por volta do meio-dia dessa quarta-feira (6/6), na QNQ 2, Conjunto 1, de Ceilândia, quando o motorista viu o desafeto na rua e acelerou em alta velocidade para atingi-lo.

Segundo o chefe da delegacia do setor P Norte (19ªDP), Fernando Fernandes, a vítima subiu na calçada, na tentativa de evitar o atropelamento, mas o suspeito manteve o pé no acelerador e acertou a perna do homem, provocando uma fratura no fêmur. O carro também atingiu o muro de uma casa e, com a força do impacto, invadiu a cozinha, onde havia pessoas almoçando.

“Como era hora do almoço, por pouco não houve mais vítimas. O morador contou que tinha acabado de colocar comida no prato quando viu o carro quebrando a parede”, disse Fernandes.

Rafael já tinha passagens pela polícia por tentativa de homicídio, além de roubo, furto, receptação e outros crimes com menor potencial ofensivo. A vítima tinha apenas uma passagem por uso de drogas e dizia ter uma dívida de R$ 10 com Rafael.

“É óbvio que a gente não acredita nisso, mas estamos apurando as verdadeiras circunstâncias do crime, além do envolvimento de uma segunda pessoa, ocupante do carro”, detalha o delegado.

O atropelador foi indiciado por tentativa de homicídio qualificada por motivo fútil, com penas que variam de 6 a 20 anos de prisão. O suspeito foi encaminhado ao Departamento de Polícia Especializada (DPE), onde permanece à disposição da Justiça.