*
 

O jovem encontrado gravemente ferido por funcionários da Associação dos Servidores do Senado Federal (Assefe) na manhã desta segunda-feira (6/8) é o empresário Jelder Eric (foto), 25 anos, desaparecido desde sábado (4). O estado de saúde do rapaz é grave, e a suspeita da polícia é que ele tenha sido brutalmente espancado.

De acordo com um dos funcionários do clube que avistou o jovem, ele estava com lesões profundas na cabeça e no rosto. A vítima foi transportada pelo Corpo de Bombeiros para o Instituto Hospital de Base (IHB).

Após receberem informações segundo as quais as características físicas do paciente que deu entrada no IHB coincidiam com as de Jelder, amigos do empresário foram até a unidade e confirmaram a identidade da vítima, conforme informou ao Metrópoles Marcelle Mammde, 33 anos, amiga do jovem.

Ele segue internado em estado grave na unidade de terapia intensiva (UTI) do IHB. Até o momento, nenhum suspeito relacionado ao espancamento foi preso. Também não se sabe o motivo da agressão.

Jelder é natural de Macaubal, cidadezinha com cerca de 8 mil habitantes no interior de São Paulo. Segundo a amiga, ele mora sozinho em Brasília. De acordo com pessoas próximas a ele, o rapaz tomava medicamento controlado para depressão e estaria há dois dias sem o remédio.

Morador da 712 Norte, Jelder havia sido visto pela última vez em sua casa, com um amigo. Na sexta-feira (3/8), os dois teriam saído juntos e acabaram dormindo na residência do rapaz, que mora sozinho. Ele teria deixado a casa do empresário no dia do desaparecimento.