Homem é autuado pela PM após soltar fogos na Esplanada dos Ministérios

Não é a primeira vez que a polícia precisou intervir em casos como esse na capital federal

atualizado 29/10/2020 8:29

fogosPMDF/Divulgação

A Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) autuou um homem que soltava fogos de artifício, na tarde dessa quarta-feira (28/10), na Praça dos Três Poderes. O caso foi registrado por volta das 16h40.

A equipe de policiais militares foi acionada para verificar a denúncia de que um homem estava soltando fogos de artifícios. Chegando ao local, os policiais flagraram o indivíduo.

Foi lavrado o Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) com base no artigo 28 da Lei de Contravenções Penais, que trata do ato ilícito de disparar arma de fogo em lugar habitado ou em suas adjacências, em via pública ou em direção a ela. A pena é de um a seis meses de detenção ou multa. Após os procedimentos legais, o autor foi liberado.

0

A PM não deu detalhes sobre a motivação do suspeito que soltou os fogos.

Memória

Não é a primeira vez que a polícia precisou intervir em casos como este. Em junho deste ano, um grupo de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) lançou fogos de artifícios no prédio do Supremo Tribunal Federal (STF).

A ação ocorreu por volta das 21h30. Em imagens que circulam na internet é possível ouvir um dos integrantes dizendo que o ato era “para mostrar para eles (ministros) e pro GDF” que “se preparem”. “Supremo dos bandidos. Aqui é o povo que manda nessa nação”, disse o autor das filmagens.

Na continuidade do vídeo, os militantes proferem ofensas aos ministros da Corte, como “bandidos” e “supremo dos infernos”. Ofenderam, ainda, o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), que decretou o fechamento da Esplanada e retirou o grupo de um acampamento no local, por desrespeitarem as regras de isolamento social estabelecidas para conter a disseminação do novo coronavírus.

Últimas notícias