*
 

Vigilantes de 12 hospitais públicos e Unidades de Pronto-Atendimento (UPAs) do Distrito Federal fazem paralisação a partir desta segunda-feira (15/1). Segundo o Sindicato dos Vigilantes do DF, os profissionais não tinham recebido, até a sexta (12), os salários referentes ao mês de dezembro, que deveriam ter sido pagos no quinto dia útil de janeiro.

Serão afetados os hospitais regionais de Brazlândia, Ceilândia, Taguatinga, Samambaia, Guará, Sobradinho e Planaltina, além do do Hospital Materno Infantil de Brasília (Hmib).

Já as UPAs que ficarão sem segurança são as de Recanto das Emas, Ceilândia, Núcleo Bandeirante, Samambaia e Sobradinho.

Segundo o sindicato, os funcionários trabalham para a empresa Ipanema, que, afirma, possui cerca de 60% dos contratos de vigilância da Saúde do DF. “Todo dia, a empresa promete que vai pagar, mas não cumpre e diz que o GDF não fez o repasse do mês”, diz Gilmar Rodrigues, diretor da entidade.

Acionada pela reportagem, a Secretaria de Saúde informou que “o pagamento para as empresas que prestam serviço de vigilância e limpeza nas unidades da rede pública de Saúde está previsto para ocorrer no início da próxima semana”.