*
 

A partir da próxima segunda-feira (9/7), a Unidade Básica de Saúde (UBS) nº 1 de Santa Maria não vai mais fazer exames de raio-x. Os equipamentos e servidores serão remanejados para o hospital regional da cidade.

Memorando da Secretaria de Saúde do Distrito Federal justifica a mudança informando que o raio-x “não consta mais na carteira da atenção primária” além de não estar elencado no “rol de serviços essenciais das Unidades Básicas de Saúde”.

Também é citada no documento “a necessidade de otimizar a estrutura física da UBS de Santa Maria”. A presidente do Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde de Brasília (SindSaúde-DF), Marli Rodrigues, desaprova a mudança e acredita se tratar de uma estratégia para terceirizar o serviço.

“É uma degradação o que estão fazendo. Entendemos que, por ser ano eleitoral, a exemplo do Hospital de Base, a Secretaria de Saúde resolveu terceirizar tudo. Agradar as grandes empresas e desprestigiar a população. Além de ser uma vergonha, é a marcha fúnebre do Sistema Único de Saúde (SUS)”, dispara.

Em nota, a Secretaria de Saúde confirmou a mudança. Conforme alegou a pasta, as atividades de radiologia que estavam “subutilizadas” serão transferidas para o HRS, ampliando a oferta de exames na unidade hospitalar.

P Sul sem extintores
Já na UBS do Setor P Sul, em Ceilândia, o problema são os extintores de incêndio, que estão em falta. Nas paredes, apenas placas indicando o local onde deveriam estar os equipamentos de combate a incêndio.

Também por meio de nota, a Secretaria de Saúde informou que está em fase final a confecção de um termo aditivo para a contratação e instalação de extintores na unidade, inaugurada em maio deste ano.

Imagem cedida ao Metrópoles