Restaurantes pedem que GDF flexibilize horário de funcionamento

Segundo a Abrasel-DF e o Sindhobar, o setor está sendo muito prejudicado com as medidas restritivas da capital

atualizado 03/05/2021 12:09

Bar e restaurante no DFHugo Barreto/ Metrópoles

A Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel-DF) e o Sindicato Patronal de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Brasília (Sindhobar) se uniram, nesta segunda-feira (3/5), para protocolar pedido de flexibilização do horário de funcionamento dos bares e restaurantes da capital federal.

As entidades pediram a ampliação do horário do toque de recolher para a 0h e o funcionamento dos bares, restaurantes e delivery até as 23h. Além disso, solicitaram a abertura dos shoppings centers às 11h, para que os restaurantes dos shoppings consigam pegar o movimento do almoço.

0

Segundo as entidades, o setor está sendo muito prejudicado com as medidas restritivas no DF. Os bares e restaurantes da capital começaram a funcionar em novo horário desde o dia 13 de abril. O Governo do Distrito Federal flexibilizou as medidas restritivas contra o novo coronavírus e autorizou os estabelecimentos a abrir as portas das 11h às 21h. Antes, o fechamento ocorria às 19h.

Segundo o Presidente da Abrasel-DF, Beto Pinheiro, as alterações flexibilizariam com prudência e ajudariam na retomada da economia do setor. “Acredito que essas alterações continuariam segurando as festas e baladas, que são os mais prejudiciais para a pandemia”, conclui.

Últimas notícias