*
 

Sob sol forte – esta quinta-feira foi o dia mais quente do ano no Plano Piloto –, brasilienses se concentraram na Esplanada dos Ministérios para as celebrações da padroeira Nossa Senhora Aparecida. Às 17h30, o público que já havia passado pela Catedral era, segundo a Polícia Militar, de 80 mil pessoas. Havia uma grande fila formada por fiéis que queriam se confessar no templo religioso.

O Corpo de Bombeiros atendeu 10 pessoas que passaram mal, principalmente, por causa do calor. Algumas tiveram queda de pressão, outras sofreram insolação, a maior parte eram idosos. Contudo, nenhuma das ocorrências foi grave.

Por volta das 16h, foi iniciado o bloqueio da via S1, para a procissão de Nossa Senhora, que começou às 18h50. A N1 também precisou ser interditada. A previsão do Departamento de Trânsito é liberar as vias às 21h.

Um dos pontos altos das comemorações foi a missa solene, iniciada às 17h e presidida pelo arcebispo de Brasília e presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), cardeal Sérgio da Rocha. Coube ao religioso, após a procissão, conceder a bênção final.

Neste ano, também é comemorado o Jubileu de 300 anos do encontro da imagem de Nossa Senhora, em 1717, nas águas do Rio Paraíba do Sul, por três pescadores.