metropoles.com

Quem é o coronel Naime, preso acusado de retardar atuação da PM em 8/1

Jorge Eduardo Naime havia assumido a chefia do Departamento Operacional da PM em abril de 2021. Ele estava de férias em 8 de janeiro

atualizado

Compartilhar notícia

Arthur Menescal/Especial para o Metrópoles
Coronel Jorge Eduardo Naime da PMDF
1 de 1 Coronel Jorge Eduardo Naime da PMDF - Foto: Arthur Menescal/Especial para o Metrópoles

O ex-comandante de Operações da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) Jorge Eduardo Naime, preso no âmbito da 5ª fase da Operação Lesa Pátria, atuava como chefe do departamento desde abril de 2021.

Formado em direito e com bacharelado em segurança Pública pela Academia de Polícia Militar de Brasília, ele tem currículo experiência em direito administrativo, penal militar e penal. Naime já atuou na área de contratos administrativos, licitações e convênios federais, dentro e fora da PM.

Naime tem 51 anos e dois filhos, de 9 e 11 anos, frutos da relação com a ex-esposa. Atualmente, ele é casado com outra mulher.

Condecorações

Na PMDF, Naime recebeu a Medalha da Ordem dos Cavaleiros de Rabelo. O atual comandante da PMDF, escolhido pelo interventor Ricardo Cappelli, Klepter Rosa, recebeu a condecoração no mesmo evento.

Naime também recebeu a Ordem de Rio Branco, condecoração dada pelo presidente da República a pessoas, corporações militares ou instituições civis por serviços ou méritos excepcionais. Também ganhou a medalha comemorativa por 10 anos de bons serviços prestados à sociedade.

Atuação no dia 8

Então comandante de Operações da PMDF, Naime pediu folga e foi dispensado na véspera das invasões dos Três Poderes. Como o Metrópoles revelou, após os atos, a Corregedoria da Polícia Militar iniciou uma apuração para investigar se Naime retardou a tropa intencionalmente para permitir a fuga de manifestantes.

Mesmo de folga, Naime foi chamado de emergência e acabou atuando no dia das invasões. O policial nega que tenha feito corpo mole e afirma que agiu com a técnica e o rigor previstos em lei. Leia aqui a íntegra da posição de Naime.

Operação Lesa Pátria

Operação Lesa Pátria visa identificar participantes, financiadores e fomentadores dos atos terroristas de 8 de janeiro, em Brasília.

Na data, o Palácio do Planalto, o Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal (STF) foram invadidos por extremistas, que promoveram violência e dano generalizado nas sedes dos Três Poderes.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comDistrito Federal

Você quer ficar por dentro das notícias do Distrito Federal e receber notificações em tempo real?

Notificações